TRANS. DO PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO PECUARIA EM 19/11/2009

TRANS.  DO  PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO  PECUARIA EM  19/11/2009
ALDO VARGAS

TRADIÇÃO E CULTURA

teixeirinha

Loading...

gildo

Loading...

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA AMADA.

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA  AMADA.

Pesquisar este blog

CAPITAL GAUCHA PORTO ALEGRE

CAPITAL GAUCHA  PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

TROPEIRO VELHO

  • TROPEIRO VELHO

TRADIÇÃO E CULTURA

A VOCE CARO VISITANTE E UM PRAZER TER AQUI VISITANDO ESTE BLOG DESTE GAÚCHO, QUE NÃO TEM LADO PARA CHEGAR, GOSTO DE UMA AMIZADE E UM BOA CHARLA, TRATO TODOS COM RESPEITO PARA SER RESPEITADO MAS SE FOR PRECISO QUEBRO O CHAPEU NA TESTA PRA DEFENDER UM AMIGO AGARRO UM TIGRE A UNHA. AGRADEÇO A TODOS QUE DEIXAM SEU RECADO, POSTADO NESTE BLOG.

GALPÃO GAUCHO

GALPÃO  GAUCHO

A BANDEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, TE AMO MEU RIO GRANDE

A  BANDEIRA  DO  ESTADO  DO  RIO GRANDE  DO  SUL,  TE  AMO  MEU  RIO  GRANDE

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

ESTRADAS CÊNICAS PELA COSTA DO BRASIL



Conheça roteiros espetaculares por rodovias que praticamente se debruçam sobre o mar

Tatiana Gerasimenko, especial para o iG São Paulo 13/02/2012 09:51
Texto:
Estrada de Santos, imortalizada por Roberto Carlos no final da década de 1960, até pode ter sido desativada. Mas, diferente da canção, as curvas não se acabam ali: outros caminhos convidam o viajante a rodar por magníficas paisagens. Não precisa estar sozinho, não. Deixe que os amigos ou a família entrem no carro, abasteça o veículo com combustível, água, câmera fotográfica e disposição, e encare algumas das mais belas estradas que praticamente se debruçam sobre o mar no Brasil.


Rio-Santos: a mãe (e maior) de todas

Foto: Getty Images
Ubatuba é uma das paradas obrigatórias da Estrada Rio-Santos
A mais conhecida estrada que margeia o litoral paulista e fluminense por 505 quilômetros não ganhou fama gratuitamente: além de seguir rente à faixa litorânea, o trecho da BR-101 e da SP-55 - compreendido entre o Rio de Janeiro (RJ) e Santos (SP) - conta com as lindas paisagens da Mata Atlântica. Construída na década de 1970 para se tornar um importante elo entre as duas capitais, também funcionaria de escape, ainda que discutível, à usina nuclear de Angra dos Reis em casos emergenciais. Finalmente, passou a servir de colírio para os olhos dos amantes da natureza com suas paisagens exuberantes. Salvo talvez uma centena de quilômetros, tem boas condições de tráfego e é uma boa pedida ao viajante que gosta de dirigir.
Foto: Getty ImagesAmpliar
Cheis de curvas, Estrada Rio-Santos margeia o litoral paulista e fluminense
Muitas pessoas conhecem apenas partes da estrada. Percorrer todo o trajeto, entretanto, vale a pena. Para quem começa em Santos, o trecho entre Bertioga Paraty deve ser bem aproveitado: além de ser especialmente bonito, atrai um público descolado, a partir da Riviera de São Lourenço (praia de Bertioga). Conte com uma boa infraestrutura a partir de Juquehy, onde há diversos postos de gasolina, restaurantes e quiosques à beira-mar e pequenas, mas charmosas, galerias de compras onde o motorista pode descansar antes de prosseguir a viagem.
Depois, rumo ao centro de São Sebastião, curvas sinuosas tornam seus inúmeros mirantes ainda mais interessantes. Em dias ensolarados, são os locais ideais para tirar belas fotografias. Mais à frente, a antiga vila de pescadores deBoiçucanga (km 102) atrai veranistas mais despojados com sua atmosfera ainda caiçara. Mas é Maresias, apenas 10 quilômetros adiante, que ganha o coração do público mais exigente com suas boas ondas para o surfe, condomínios de luxo e desfiles de corpos esculpidos na areia clara. Quem procura uma praia mais familiar ainda no litoral paulista pode optar por Guaecá (km 135). Extensa e bela, atrai turistas na alta temporada, mas conserva a rusticidade pela ausência de quiosques – poucas e simples barraquinhas servem os banhistas mais sedentos ou esfomeados.
Rio-Santos corta o centro comercial de São Sebastião, onde se pode pegar a balsa para Ilhabelaou tomar um sorvete no seu recuperado centro histórico. Ao continuar pela estrada, o viajante passa por um maravilhoso mirante que dá uma esplêndida vista do mar até Caraguatatuba – a maior cidade do Litoral Norte de São Paulo -, cujo destaque fica por conta da Praia de Capricórnio. Neste trecho, a maresia beija os aventureiros dentro do carro e os presenteia com um extenso mar esverdeado. Chega-se à Ubatuba, onde a estrada adquire um charme todo especial com suas belíssimas praias descortinando-se em suas tortuosas curvas. Atenção especial para Praia Vermelha do Norte. Em solo fluminense, o mar se revelará basicamente em Angra, embora Paraty merece uma visita mais prolongada.

Estrada do Coco: seguindo palmeiras

Foto: Rita Barreto/Setur (BA)
Os coqueiros são presença constante ao longo da Estrada do Coco
BA-099 é mais conhecida na Bahia como Estrada do Coco. Construída na década de 1960 e inaugurada em 1993, chama a atenção no trecho de 50 quilômetros que liga o aeroporto de Salvadore a Praia do Forte – a Linha Verde – por ser a mais antiga rodovia ecológica do País. Corta os municípios de Lauro de Freitas e Camaçari e chega até a divisa do Estado da Bahia com Sergipe.
Foto: Turismo Bahia/Jota FreitasAmpliar
Praia do Forte é uma das paradas obrigatórias da Estrada do Coco
As praias que margeiam a Estrada do Coco são verdadeiras pérolas para quem deseja descansar: donas de águas calmas e quentes, estão próximas de lagoas e alguns montes verdes. Coqueiros pontilham a paisagem e rios cortam a estrada ao menos sete vezes para o viajante que resolve percorrê-la do começo ao fim.
Para quem começa em Salvador, a dica é fazer uma parada na vila de Arembepe, famoso reduto “bicho-grilo” da região. A Praia do Forte é o segundo grande destino que vale uma visita um pouco mais prolongada, já anunciando os encantos da famosa Costa do Sauípe. Na altura do km 110, o motorista pode procurar um canto para encostar o carro e apreciar as três lagoas – Azul, Mamucabo e Verde – à beira-mar. O viajante que tiver mais tempo pode finalizar a viagem na cidade do Conde, que, embora pequena, oferece toda a infraestrutura para atender os visitantes, com hotéis, pousadas, campings e resorts voltados para o mar. Vale a pena conhecer as localidades deSítio do CondeSiribinhaBarra do Itariri e Corre Nu (onde foram gravadas cenas do filme Tieta).
- Leia também: O essencial de Salvador

Estrada Recife-Maceió: como se fosse o Caribe

Foto: Divulgação/DER-AL
Os primeiros 40 quilômetros da AL-101 têm vista para o mar e são pontilhados por incontáveis coqueiros
Foto: DivulgaçãoAmpliar
As piscinas naturais de Maragogi é uma das belezas ao longo da estrada Recife-Maceió
Quem desce da capital alagoana rumo à capital pernambucana pode se surpreender com a vista da estrada de pouco mais de 280 quilômetros que une os dois estados. Os primeiros 40 quilômetros da AL-101 têm vista para o mar e são pontilhados por incontáveis coqueiros. O motorista poderia perfeitamente pensar estar dirigindo sobre solo caribenho, pois as águas em tons azul e verde saltam aos olhos e estão a apenas poucos metros da rodovia. Resorts e pousadas também margeiam a costa, sugerindo paradas estratégicas antes de prosseguir viagem.
Depois da belíssima Barra de Santo Antônio e as maravilhosas piscinas naturais de Maragogi, destinos preferidos dos turistas de Maceió, a paisagem interiorana dá lugar ao cenário beira-mar. São 50 quilômetros que devem ser percorridos para chegar à Barra de Camaragibe, onde a costa pode ser contemplada novamente. Embora em solo pernambucano da PE-076 a paisagem não seja tão interessante quanto a observada anteriormente, o caminho leva à Praia dos Carneiros e ao Porto de Galinha, dois destinos fantásticos do estado pernambucano que atraem turistas brasileiros e estrangeiros com suas águas quentes, suas areias claríssimas e seus recifes desenhando o mar.

Estrada Itacaré-Canavieiras: encantos que Deus dá

Foto: Getty Images
Estrada liga os 190 quilômetros da Costa do Cacau entre os municípios de Itacaré e Canavieiras
Percorrer de carro os 190 quilômetros da Costa do Cacau entre os municípios de Itacaré eCanavieiras pode ser uma experiência única. Afinal, praias quase desertas, o verde típico da Mata Atlântica, manguezais e antigas fazendas de cacau formam um cenário digno de romances de Jorge Amado, para quem a região sempre foi inspiração.
Foto: Manu Dias/AgecomAmpliar
Charmosa ponte que corta a cidade de Ilhéus
Ainda nos primeiros 48 quilômetros da rodovia ecológica BA-011 o viajante pode margear praias como Itacarezinho e Havaizinho, para depois engatar em linha emoldurada pelo mar atéIlhéus. A partir de então, a Estrada-Parque conta também com paisagens de mata densa, onde um mirante – Pé da Serra – convida a uma parada para fotos da orla. A dica é aproveitar que a estrada cruza o município para fazer um passeio pelo seu centro histórico, com direito à água de coco ou sorvete.
Prossiga a viagem até Una, que abriga uma reserva biológica conhecida por sua rica diversidade de flora e fauna, e mais de 50 quilômetros de praias de mar aberto (algumas semi desertas) - com destaque especial para a Ilha de Comandatuba. Turistas curiosos podem aproveitar a parada e conhecer alguma fazenda de cacau da região. Já em Canavieiras, o destaque fica por conta de um casarão do século 19 que reconta também a história da cana-de-açúcar na Bahia.

Estrada Natal-Praia de Pipa: a Rota do Sol


Foto: AE
Parte da estrada só dá para ser percorrida de bugue ou de 4x4
A RN-063, ou Via Costeira, é mais avenida do que rodovia, mas chama a atenção dos motoristas porque começa na famosa Praia de Ponta Negra, ao sul de Natal (Rio Grande do Norte), passando pelas praias de Cotovelo, Pirangi, Búzios, Tabatinga, Camurupim e Barreta, ponto a partir do qual só se prossegue de buggy ou veículo 4x4 pelo trecho de 8 quilômetros à beira-mar até Pipa, acessível apenas na maré baixa. Foi inaugurada em 1985.
Por este caminho o viajante ainda passa pela base de lançamento de foguetes Barreira do Inferno, aberto à visitação mediante agendamento prévio, e pelo cajueiro de Pirangi, o maior do mundo. Com mais de 100 anos, a árvore ocupa uma área de 8400 metros quadrados, recebendo uma menção do livro dos recordes (Guinness Book). Está a apenas 28 quilômetros de Natal.

Links Patrocinados

Atrações em Salvador

Conheça o Pelourinho e outras
atrações para você aproveitar!
SubmarinoViagens.com.br/
Texto:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog