TRANS. DO PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO PECUARIA EM 19/11/2009

TRANS.  DO  PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO  PECUARIA EM  19/11/2009
ALDO VARGAS

TRADIÇÃO E CULTURA

teixeirinha

Loading...

gildo

Loading...

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA AMADA.

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA  AMADA.

Pesquisar este blog

CAPITAL GAUCHA PORTO ALEGRE

CAPITAL GAUCHA  PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

TROPEIRO VELHO

  • TROPEIRO VELHO

TRADIÇÃO E CULTURA

A VOCE CARO VISITANTE E UM PRAZER TER AQUI VISITANDO ESTE BLOG DESTE GAÚCHO, QUE NÃO TEM LADO PARA CHEGAR, GOSTO DE UMA AMIZADE E UM BOA CHARLA, TRATO TODOS COM RESPEITO PARA SER RESPEITADO MAS SE FOR PRECISO QUEBRO O CHAPEU NA TESTA PRA DEFENDER UM AMIGO AGARRO UM TIGRE A UNHA. AGRADEÇO A TODOS QUE DEIXAM SEU RECADO, POSTADO NESTE BLOG.

GALPÃO GAUCHO

GALPÃO  GAUCHO

A BANDEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, TE AMO MEU RIO GRANDE

A  BANDEIRA  DO  ESTADO  DO  RIO GRANDE  DO  SUL,  TE  AMO  MEU  RIO  GRANDE

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

FRASES DE CASTELLS SOBRE DEMOCRACIA 2,0

50 frases de Castells sobre democracia 2.0

Resumo feito, a partir do texto do Nós da Comunicação.

Coloquei as 10 que mais me chamaram a atenção na frente:


1. O poder está fundamentalmente em nossas mentes: não fora, mas dentro de nós; .

2. A dominação das mentes é muito mais eficaz que a tortura;

3. Onde quer que haja poder, haverá resistência a ele;

4. Quando os poderes se derem conta de que as praças falam sério – pois ainda não se dão conta disso – reagirão;

5. A única forma de superar o medo é sair da solidão;

6. Medrosos do mundo inteiro, uni-vos pela rede!

7. O medo é a emoção primordial do ser humano;

8. O mais importante não é o que se propõe, mas como se propõe;
9. Estudos mostram que 75% das pessoas votam contra alguma coisa, e não a favor;

10. O mais importante da política mediática não é tanto o que dizem os meios, mas o que eles ocultam: a ausência de mensagens, opiniões e alternativas;
Seguem as outras:

11. As relações de poder são essenciais em todas as sociedades e através da História;

12. Quem tem poder constrói as instituições em função de seus interesses e valores;
13. A única forma de superar o medo é juntar-se com os demais;

14. Em todo o mundo, estamos vivendo uma crise muito séria e profunda da democracia;

15. Um poder que se apóia apenas na violência é sempre débil;

16. O direito à estupidez é um direito humano fundamental, e deve ser respeitado;

17. Toda a sociedade está baseada na capacidade de instigar o medo nas pessoas, e na capacidade das pessoas em superar esse medo;

18. A superação só pode ser feita em grupos, nunca individualmente;

19. A batalha do poder está em nossas mentes, na forma que pensamos;

20. Quando as pessoas já não estão sozinhas, quando sabem que estão juntas, produz-se a mudança mais importante nas mentes.

21. Todos somos descendentes de covardes, pois se os valentes não corressem o suficiente, eram pegos pelas feras;

22. A superação, através da reunião de indivíduos em grupos não pode deixar que as pessoas percam a sua individualidade;

23. Precisamos substituir a democracia dos partidos para a democracia das pessoas;

24. Quando não estão sozinhas, as pessoas são mais fortes.

25. A nova democracia sairá de práticas coletivas, que vão experimentando novos mecanismos de deliberação, representação e decisão;

26. O conjunto do sistema passivo de comunicação e de democracia consiste em isolar essas pessoas e agregá-las em função dos que controlam os sistemas de poder nas instituições;

27. O sistema passivo de comunicação e democracia consiste em isolar as pessoas e agregá-las em função dos que controlam o poder

28. A interação entre o espaço urbano e o da rede virtual organiza, mobiliza, modifica as relações de poder e influencia as mentalidades das pessoas;

29. Com a Internet, ampliou-se extraordinariamente o espaço para a comunicação conflitiva e o espaço de auto-representação das pessoas na sociedade;

30. Pode-se organizar redes horizontais de comunicação interativa não representados pelos sistemas corporativos de poder;

31. As instituições que vivemos são, cada vez mais, simples expressões destas relações de poder;

32. Os governos deve ter transparência informativa absoluta pela internet em sistema dinâmico, usando técnicas como as da publicidade;

33. Vivemos a passagem de sistema dominado pela comunicação de massas para um de auto-comunicação de massas, através da internet.

34. Quando mudam os processos de comunicação, como consequência mudam-se as relações de poder;

35. O que não existe nos meios, não chega aos cidadãos – e, portanto, não existe;

36. O controle da informação e da comunicação foi sempre a forma fundamental de exercício do poder;

37. A política transformou-se em algo midiático;

38. Quem contesta o poder e apresenta ideias novas, se tem poder suficiente, vai mudando estas instituições;

39. O que aparece como ‘normal’, ‘natural’, ‘estabelecido’, ‘acordado’ são resultados de negociação que se dão entre distintos interesses e valores na sociedade;

40. Onde quer que haja dominação, haverá resistência a ela;

41. Os que podem mudar são justamente aqueles que se beneficiam dele;

42. As pessoas precisam poder acessar à Internet quando necessitarem;

43. A comunicação é fundamental, pois é a base da relação entre poder e contra poder;

44. É necessário que a ideia de uma reconstrução da democracia esteja nas ruas, aqui e no mundo;

45. A mudança social inicia com as mentes; mudar a forma de pensar de si mesmas e das demais, ensar diferente e pensar juntos;

46. Esse desencontro entre o que as pessoas pensam e seus representantes significa que uns caminham para um lado, enquanto representados pra outro;

47. Há sempre, nas sociedades, não apenas poder, mas, também, contra-poder;

48. Dois terços dos cidadãos do mundo acreditam que não são governados democraticamente;

49. A democracia representativa é reduzida, a distância em relação aos cidadãos aumenta;
50. A classe política organiza-se como classe própria, como trabalho profissional.



fonte: http://nepo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog