TRANS. DO PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO PECUARIA EM 19/11/2009

TRANS.  DO  PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO  PECUARIA EM  19/11/2009
ALDO VARGAS

TRADIÇÃO E CULTURA

teixeirinha

Loading...

gildo

Loading...

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA AMADA.

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA  AMADA.

Pesquisar este blog

CAPITAL GAUCHA PORTO ALEGRE

CAPITAL GAUCHA  PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

TROPEIRO VELHO

  • TROPEIRO VELHO

TRADIÇÃO E CULTURA

A VOCE CARO VISITANTE E UM PRAZER TER AQUI VISITANDO ESTE BLOG DESTE GAÚCHO, QUE NÃO TEM LADO PARA CHEGAR, GOSTO DE UMA AMIZADE E UM BOA CHARLA, TRATO TODOS COM RESPEITO PARA SER RESPEITADO MAS SE FOR PRECISO QUEBRO O CHAPEU NA TESTA PRA DEFENDER UM AMIGO AGARRO UM TIGRE A UNHA. AGRADEÇO A TODOS QUE DEIXAM SEU RECADO, POSTADO NESTE BLOG.

GALPÃO GAUCHO

GALPÃO  GAUCHO

A BANDEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, TE AMO MEU RIO GRANDE

A  BANDEIRA  DO  ESTADO  DO  RIO GRANDE  DO  SUL,  TE  AMO  MEU  RIO  GRANDE

segunda-feira, 8 de abril de 2013

PREVIDÊNCIA:GOVERNO NÃO TEME RECURSOS


PREVIDÊNCIA:GOVERNO NÃO TEME RECURSOS


Presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa
Presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa
A decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, que na sexta-feira derrubou a liminar que havia determinado a suspensão da elevação da alíquota de contribuição previdenciária dos servidores estaduais para 13,25%, vai garantir R$ 140 milhões aos cofres do Estado em 2013 e outros R$ 200 milhões em 2014, conforme as primeiras estimativas feitas pelo governo.
O principal motivo de comemoração no Palácio Piratini, contudo, não são os valores. É o significado da decisão.
A União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública (UG) vai recorrer no STF, mas tanto servidores como governo sabem do status atribuído a este tipo de decisão: ela serve como balizador de entendimentos futuros. Soma-se a isso o fato de que no STF já havia jurisprudência no sentido de elevações de alíquotas para patamares de até 13,5%. Foi pensando nessa jurisprudência e tentando minimizar riscos que os técnicos do governo, quando elaboraram a nova alíquota, fixaram-na nos 13,25% (ligeiramente abaixo do tolerado).
Toda esta argumentação será utilizada no caso de o Tribunal de Justiça (TJ) gaúcho, quando julgar o mérito da ação, apresentar posição contrária ao aumento.
Se isso ocorrer, o Estado também vai recorrer ao STF. De quebra, a decisão do ministro ainda serviu para animar aqueles que, nos bastidores, acusavam morosidade do TJ em julgar o mérito da ação e, desta forma, manter a alíquota nos 11%.
Agora, são os servidores contrários à majoração que vão pressionar por uma decisão rápida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog