TRANS. DO PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO PECUARIA EM 19/11/2009

TRANS.  DO  PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO  PECUARIA EM  19/11/2009
ALDO VARGAS

TRADIÇÃO E CULTURA

teixeirinha

Loading...

gildo

Loading...

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA AMADA.

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA  AMADA.

Pesquisar este blog

CAPITAL GAUCHA PORTO ALEGRE

CAPITAL GAUCHA  PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

TROPEIRO VELHO

  • TROPEIRO VELHO

TRADIÇÃO E CULTURA

A VOCE CARO VISITANTE E UM PRAZER TER AQUI VISITANDO ESTE BLOG DESTE GAÚCHO, QUE NÃO TEM LADO PARA CHEGAR, GOSTO DE UMA AMIZADE E UM BOA CHARLA, TRATO TODOS COM RESPEITO PARA SER RESPEITADO MAS SE FOR PRECISO QUEBRO O CHAPEU NA TESTA PRA DEFENDER UM AMIGO AGARRO UM TIGRE A UNHA. AGRADEÇO A TODOS QUE DEIXAM SEU RECADO, POSTADO NESTE BLOG.

GALPÃO GAUCHO

GALPÃO  GAUCHO

A BANDEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, TE AMO MEU RIO GRANDE

A  BANDEIRA  DO  ESTADO  DO  RIO GRANDE  DO  SUL,  TE  AMO  MEU  RIO  GRANDE

sábado, 28 de janeiro de 2012

A SOCIEDADE BRASILEIRA E SEUS CONTRASTE.

VIVEMOS NUMA SOCIEDADE COM PROBLEMAS, E CONTRASTES DE TUDO QUE É GEITO UM POUCOS PROBLEMAS OUTROS COM COISAS DE DEIXAR O BRASILEIRO COM VERGONHA, PESSOAS MORRENDO NAS FILAS DOS HOSPITAIS, FALTA ALIMENTAÇÃO PARA OS POBRES, GENTE ROUBANDO NOSSO DINHEIRO PUBLICO QUE O GOVERNO ARRECADA ATRAVES DOS FEROZES INPOSTOS QUE PAGAMOS, UM DOS PAISES COM A MAIOR CARGA TRIBUTARIA DO MUNDO, RECADAMOS TRILHÕES PAGAMOS ATÉ O SUSPIRO QUE DAMOS QUANDO TEMOS DIREITOS DE RECEBER ALGUMA DIVIDA QUE OS COFRES PUBLICO NOS DEVE LEVAMOS ANOS PARA RECEBER, MUITOS MORREM ESPERANDO VER A COR DO DINHEIRO PORQUE NOSSA JUSTIÇA E LENTA E PARECE QUE E CONTRA O POVO, PORQUE QUANDO SOMOS PROCESSADO A PAGAR QUALQUER DIVIDA TEMOS PRAZO A CUMPRIR O GOVERNO NÃO PAGA QUANDO QUER OU PASSA O CALOTE, TEMOS A ISTORIA DOS PRECATORIOS QUE JA TORNOU-SE CONHECIDO EM TODO O PAIS E MUNDO PORQUE OS GOVERNOS ESTADUAIS E FEDERAL NÃO CUMPRE O PRAZO DADO PELA JUSTIÇA.FICOU CONHECIDO O DESASTRE AEREO QUE AS SENHORAS TECEDEIRAS ESTAVAM NO AVIÃO PARA TENTAR PRECIONAR O GOVERNO A PAGAR SEUS DINHEIRO DE JUSTO A RECEBER, E ACABARAM MORRENDO E O GOVERNO ESQUECENDO POR COMPLETO ATÉ A (OÉA) JÁ MANDOU O BRASIL PAGAR SUAS DIVIDAS DE PRECATORIOS COM SEUS CREDORES ATÉ AGORA NADA NÃO TEMOS MAIS A QUEM RECORRER PARA PEDIR PARA OS GOVERNO PAGAR O QUE DEVE, TEM POLICIAL MILITAR, POLICIALCIVIL, E PROFESSORES, A ESPERA DE VER A COR DO DINHEIRO, ASSIM VAMOS PEDIR A QUEM NOS AJUDAR RECEBER.
ENQUANTO OS ALTOS SALARIOS VERGONHOSO QUE VIMOS E ASSISTIMOS PELA INPRENSA ESCRITA E FALADA TELEVISIONADA FALAR DE JUIZES RECEBERM A O TRISTE SALARIO DE QUINHENTOS E QUARENTA E CINCO MIL REAIS, SERVIDORES DA JUSTIÇA COM SALARIOS NO SEU CONTRA CHEQUE MAIS DE CÉM MIL REAIS. E DIZEREM ISSO E CERTO CLARO QUE E CERTO MAIS E VERGONHOSO E IMORAL ENQUANTO PESSOAS GANHAM MISERIA ISMOLA OUTROS GANHAM FORTUNA DO GOVERNO DINHEIRO QUE E RECADADO DO SEU BOLSO TRABALHADOR BRASILEIRO ATÉ QUANDO VAMOS SOFRER NAS MAÕS DESSES IPOCRITAS, POLITICOS ROUBANDO DESCARADAMENTE DINHEIRO DO POVO NA CUECA NA MEIA ETC ETC ASSIM PEÇO AQUEM LER ESSAS MINHAS PALAVRAS REPASSEM A TODOS OS BLOG TUWTIER FECEEBOK ETC PARA OS BRASILEIROS VEREM EM QUEM PAIS VIVEMOS QUE JUSTIÇA E SÓ PARA POBRE RICO MILIONARIO POLITICO NÃO TÉM JUSTIÇA E BALELA E CONVERSA FIADA POSSO NÃO ESCREVER O PORTUGUES CORRETO AMIS NÃO SOU BOBO E NEM TROUXA DE VER AS PESSOAS SEREM LESADA POR QUE DEVIA PROTEGER E CUIDAR DO POVO. ALÉM DE TER QUE SUPORTAR O PRECONCEITO POR IDADE E SER NEGRO E OUTRAS COCITAS AMIS COMO DIZIA MEU VELHO PAI A QUARENTA ANOS ATRAS CONFIAR EM POLITICO, EPROMESSA DO GOVERNO SÓ DEPOIS DE TAR NAS NOSAS MAÕS PORQUE ANTES E SÓ ILUSÃO. ASS GAUCHO ALDO VARGAS

SALVA VIDAS MORRE APÓS CAIR DA QUARITA NA PRAIA DE CIDREIRA.

Salva-vidas morre após cair de guarita na praia de Cidreira
Morte de bombeiro causou comoção no balneário de Salinas


Um salva-vidas de 37 anos morreu na manhã deste sábado quando estava em serviço, na guarita 174, no balneário de Salinas, em Cidreira, Litoral Norte. De acordo com o comandante dos salva-vidas da Operação Golfinho, tenente-coronel Daniel Minuzzi, o bombeiro Marcelo Braz Gomes subiu na estrutura e caiu do alto, batendo a cabeça na areia. Gomes foi socorrido pelos colegas e encaminhado em ambulância para atendimento médico, mas morreu a caminho do hospital.

Gomes trabalhava como salva-vidas na mesma guarita há cerca de dez anos. Por isso, era muito conhecido pelos frequentadores da praia, que ficaram comovidos com a morte. O veranista Jorge Peixoto, que conversou com ele momentos antes da queda, disse que o salva-vidas aparentava estar bem, sem nenhum problema visível. Veranistas relataram que sempre viam o soldado conversando e brincando com a os banhistas. Um frequentador, chorando, escreveu na areia próximo ao posto: “Marcelo, descansa em paz”.

“Marcelo era muito querido por todos. Onde ele estava, sempre tinha gente em volta se divertindo. Quando eu me aproximava da areia, sempre sabia se ele estava de serviço ou não pela animação do local e porque as pessoas ficavam próximas a ele”, contou Fernanda Borchert Salomão dos Santos, que conhecia o salva-vidas do local.

O soldado era casado e não tinha filhos. Morava na praia de Salinas e trabalhava no 8º Comando Regional de Bombeiros (8º CRB), de Gravataí. No tempo livre, praticava surfe e corria à beira-mar.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

PORTABILIDADE DE FOLHA DE PAGAMENTO.

PORTABILIDADE DA FOLHA DE PAGAMENTO
Servidores Públicos Estaduais já podem transferir conta-salário para a Instituição Financeira de sua preferência



O servidor público que recebe pagamento em conta-salário poderá pedir a transferência automática do dinheiro para a instituição financeira de sua preferência.


De acordo com as regras estabelecidas pelo governo, para transferir o salário para outra conta diferente da aberta pelo empregador, é preciso que a indicação seja feita por escrito à instituição financeira. O banco é obrigado a aceitar a ordem no prazo de até cinco dias úteis e os recursos devem ser transferidos para o banco escolhido pelo empregado no mesmo dia do crédito do salário.

A partir de quando inicia a portabilidade?

De acordo com o prescrito na Resolução 3.402/2006 e 3.424/2006 do Conselho Monetário Nacional – Conta Salário, a Portabilidade da Folha de Pagamento passou a vigorar a contar de 02 de janeiro de 2012.

Elaboramos o documento padrão - Autorização de Transferência de Recurso -

(disponível na Cooperativa), para que o funcionário entregue junto à instituição financeira que realiza afolha de pagamentos, solicitando a transferência dos créditos para uma conta corrente naSicredi Mil através da conta-salário desta instituição.

Se a instituição financeira recusar o pedido ao associado, o mesmo deve registrar uma reclamação junto ao Banco Central através do telefone0800 979 2345, opções "9" - Falar com um atendente e "2" - Registro deReclamação contra Bancos.

Como a Sicredi Mil está se preparando para receber novos sócios?

- Abertura de nova Unidade de Atendimento da Cooperativa no bairro Menino Deus, com espaço suficiente para atender uma demanda maior de associados;

- Medidas administrativas internas para receber os novos associados;

- Capacitação dos colaboradores;

- Portfólio com mais de 100 produtos e serviços a sua disposição;

- Você se torna sócio, portanto, também dono da Cooperativa;

- Taxas e tarifas reduzidas;

- Não há cobrança de taxa de manutenção de conta corrente;

- Distribuição das sobras;

- A mais moderna e eficiente internet banking;

- Cartões bancários de aceitação nacional e internacional, com chip e milhagem.



SICREDI MIL – UNIDADE MENINO DEUS

O Posto de Atendimento da Cooperativa junto a IBCM no bairro Menino Deus chegou a 1300 associados e com a possibilidade dos servidores do estado receber pela cooperativa, com a entrada em vigor da Lei da Portabilidade da Folha de Pagamento no dia 2 de janeiro, com certeza não teremos como atender com a qualidade que o associado do Sicredi merece. O espaço físico, os equipamentos, o número de colaboradores, tudo esta sendo revisto e dimensionado para inaugurarmos no mês de abril, provavelmente na Semana Tiradentes, uma nova Unidade de Atendimento na Av. Getúlio Vargas, 1039.

Assim, a Unidade de Atendimento Sicredi Mil – Menino Deus tem também por objetivo trazer maior visibilidade para a Cooperativa, bem como maior facilidade de acesso, maior comodidade e conforto para o quadro social.



Observe como você pode ganhar participando da Sicredi Mil.



- Nas Operações Financeiras com os associados – que é Considerado Ato Cooperativo - cobramos apenas o IOF Adicional que é de 0,38%;

- Nosso juro no cheque especial é de 6,5% a.m., a média do mercado gira em torno de 8,5% a.m.;

- Temos cerca de 530 unidades no RS, além da rede 24 horas e não há cobrança de Cesta de Relacionamentos (taxa de manutenção de conta);

- Cartões de Crédito e Débito VISA Internacional comChip e milhagem, sem custo de acordo com a utilização;

- Cartão SICREDI com débito, crédito e parcelamentos, nas maquinas próprias e na Redecard;

Crédito Consignado com taxas diferenciadas;

- Consórcios com taxas de administração reduzidas;

- Seguro Automóvel com cotação em três grandes seguradoras: MAFRE, HDI e SUL AMÉRICA;

- Nosso juro rotativo do Cartão de Crédito é de 6,0% a.m. chegando ao máximo de 7,5% a.m. para o mês seguinte (CET -111,44% a.a.), enquanto a média praticada no mercado gira em torno de 12 a 14% a.m. (CET – 284,78% a.a.);

- Ao associar-se você se torna dono e sua cota capital cresce, na medida em que você utiliza os produtos e serviços da Cooperativa;

No entanto o maior diferencial é que ao final do exercício (ano) o associado participa do rateio das sobras (lucro).

POLICIAIS E BOMBEIROS DO DF BRASILIA, INSATISFEITO COM SEUS SALARIOS.

marcada


Policias e bombeiros militares do Df ainda não iniciaram negociações quanto às suas demandas para este ano, mas já estão com assembleia marcada para o dia 15 de fevereiro. Segundo os organizadores do evento a proposta a ser apresentada à tropa, e que será objeto de negociações, deverá estar pronta até o início do próximo mês. O que se pode adiantar é que a prioridade dos pedidos deverá focar na reposição salarial com o mesmo indice de reajuste do fundo constitucional , este ano foi de 18%, e o envio imediato da proposta de alterações na carreira , lei 12086/09.
A estratégia dos militares do DF é realizar uma primeira mobilização onde será proposto a chamada "paralisação branca" , e na segunda mobilização, prevista para 9 de março, a paralisação das atividades.

Rede Democratica PMDF

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

greve de policiais militares do rio pode ficar sem UPPS em fevereiro.

Greve dos policiais militares: Rio pode ficar sem UPPs em fevereiro
Agentes denunciam atraso no pagamento de gratificações para policiais lotados em UPPs


O movimento grevista dos policiais militares chegou com força às Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) do Rio de Janeiro. Segundo os agentes, a ordem é cruzar os braços nas 19 comunidades beneficiadas pela pacificação, caso o governo do estado não atenda as reivindicações dos policiais militares.

Gratificações atrasadas

Apesar de a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-RJ) ter anunciado que as gratificações especiais dos policiais lotados em UPPs seriam pagas até o dia 10 de janeiro, os agentes ainda não viram a cor do dinheiro. A Secretaria de Segurança atribui o atraso a um processo de digitação pendente na Polícia Militar, o que não diminui a revolta dos agentes.

PI- JUSTIÇA PODE CONDENAR MAIS 150 PMS QUE FIZERAM GREVE.

PI- Justiça pode condenar mais de 150 PMs que fizeram greve
O promotor Assuero Oliveira já denunciou 33 do Batalhão de Floriano pelo movimento Polícia Legal, Tolerância Zero.


O promotor de Justiça, Assuero Oliveira, estima que pode chegar a mais de 150 policiais militares denunciados por participação no movimento Polícia Legal, Tolerância Zero, deflagrado em todo o Piauí, no início do mês de agosto do ano passado. O Ministério Público do Estado já denunciou 33 militares do 3º Batalhão Polícia Militar, localizado no município de Floriano.

“Em cada batalhão, quem fez o movimento vai ser responsabilizado. Esse número pode chegar a muito mais que 150 policiais. Que fique claro que não estou questionando se o movimento foi justo ou não, estou apenas cumprindo a Lei”, declarou Assuero Oliveira.

Se forem condenados os policiais deverão cumprir seis meses de detenção, período que deverá ser cumprido no quartel. Segundo o promotor Assuero Oliveira, a anistia dada na Assembleia Legislativa tem apenas efeitos administrativos.

“Na esfera penal apenas o presidente da República é o encarregado de dar a anistia. Os policiais do Rio de Janeiro já conseguiram, portanto não seria difícil os PMs do Piauí conseguirem a anistia da presidenta”, afirmou.



O movimento Polícia Legal foi deflagrado em agosto de 2011 e por serem impedidos de grevar, os PMs decidiram atender apenas ocorrências mais graves. Eles reivindicavam isonomia salarial com a polícia civil e melhores condições de trabalho.

Para o Ministério Público eles devem ser punidos, porque a Constituição Federal, lhes impõe o dever de ronda ostensiva. “Eles não poderiam ter se negado a trabalhar, nem mesmo decidir atender crimes graves ou não”.




Eles estão sendo denunciados por desrespeito ao Batalhão. São ao todo sete sargentos, três cabos e 23 soldados.

As denúncias já foram feitas e os acusados já foram ouvidos. A próxima etapa é ouvir testemunhas.

Ivan Mascarenhas III

Ivan Mascarenhas e Neuza Freitas

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

GOVERNO APRESENTA PROPOSTA AOS AGENTES DA POLICIA CIVIL DO RS .

Governo apresenta proposta aos agentes policiais na terça
Sindicato alega que diferença entre o vencimento inicial de agentes e de delegados é de 311%


A Casa Civil agendou para a próxima terça-feira audiência com o Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Polícia (Ugeirm). O titular da pasta, Carlos Pestana, deve apresentar proposta de remuneração por subsídios para os agentes da Polícia Civil. A reunião terá início às 11h.

É esperada grande concentração de policiais na frente do Palácio Piratini. Nas delegacias de todas as regiões policiais interior, a orientação da Ugeirm é para que os policiais vistam a camiseta da campanha da verticalidade e permaneçam em vigília. Não haverá restrição de atendimento à sociedade no dia.

O presidente da Ugeirm, Isaac Ortiz, explica que o que for negociado agora terá repercussão nos próximos anos. O sindicato formulou tabela de progressão salarial há mais de três meses e o governo a aproveitou, integralmente, na negociação firmada com os delegados de Polícia. “A categoria rechaça o abismo salarial, tal como aconteceu em 1992, por isso existe uma imensa expectativa e ansiedade pela proposta concreta que o governo se comprometeu a apresentar nesta audiência”, diz.

Hoje, a diferença entre o vencimento inicial de agentes e de delegados é de 311%. “Ambos têm exigência de nível superior para ingresso e essa diferença precisa diminuir, jamais aumentar”, frisa Ortiz. Consolidada a proposta os delegados, o fosso salarial seria ampliado para 720%.

Na audiência do dia 13 de janeiro, Pestana informou que seria feita proposta de valores concretos. Em seguida, o governo negociaria a incorporação de proventos ao salário dos agentes policiais.

Na remuneração por subsídio, ficam extintas gratificações por atividade de risco, bem como vantagens por tempo de serviço que impactam o crescimento vegetativo da folha de pagamento. “Houve estados em que esta negociação foi muito ruim para os agentes policiais, a exemplo do Ceará. Esta é a razão da greve lá. Precisamos do apoio da sociedade gaúcha, que tem os agentes policiais mais mal remunerados do Brasil no comparativo nacional de salários."

PGE LIMITA REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

PGE limita reforma da previdência
Procuradoria diz que regime geral da Previdência terá que ser seguido


O fato de juridicamente não poder trabalhar com um valor de corte superior ao do teto do INSS (de 3,9 mil) foi determinante para que o Executivo deixasse de lado a opção da previdência complementar. A questão foi explicitada ontem pela manhã no Piratini, durante a reunião do núcleo de gestão da coordenação de governo, e está entre os pontos que serão apresentados aos deputados da base aliada. "Há todo um conjunto de informações sobre o tema que precisamos passar para os deputados. Esta é uma delas", confirmou o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana.

Até começarem a ser feitos os estudos para a apresentação do novo projeto de reforma da previdência, tanto os integrantes do núcleo de governo como os parlamentares da base aliada (simpáticos à ideia do regime complementar) acreditavam que era possível estabelecer como ponto de corte um teto superior ao do INSS. Ou seja, os servidores novos que ganhassem até o valor de corte continuavam contribuindo com 11%. E os que ganhassem acima contribuiriam com 11% até o valor de corte e com 7,5% sobre a diferença entre ele e o total do vencimento.

Entre os valores estudados como possíveis, estavam R$ 5 mil e, ainda, o de duas vezes o teto (hoje o equivalente a R$ 7,8 mil). Com isso, cerca de 95% dos servidores ficariam de fora do regime de previdência complementar. A tese, porém, naufragou quando a Procuradoria-Geral do Estado (PGE), que integra o grupo de trabalho responsável pelos estudos sobre o novo projeto, informou que, no seu entendimento, é necessário seguir o teto do regime geral.

O que o Executivo ainda não definiu é como vai trabalhar a outra opção para um novo projeto de reforma: o aumento linear de alíquotas. Pestana confirmou que os estudos se dão com percentuais de contribuição entre 11,5% e 13,5%, mas disse que, primeiro, será necessário conversar muito com os deputados. O Executivo avalia que, para parte dos servidores, um pequeno aumento é mais aceitável do que seria a previdência complementar.

Além disso, apesar de o aumento linear de alíquotas ainda ser a alternativa juridicamente considerada a melhor, o Executivo segue trabalhando com outras possibilidades. Mas, ao contrário do que pretendia inicialmente, não deve fechar o projeto neste mês de janeiro.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

ESTADO E BOMBEIROS INTERMEDIADOS POR SANTINI DEFINEM PROJETO QUE CONTEMPLA 250 VAGAS DE SARGENTOS.

Estado e Bombeiros intermediados por Santini definem projeto que contempla 250 vagas de sargentos


Em audiência na Casa Civil, nesta segunda-feira (23), ficou definida a inclusão de 250 vagas de terceiro sargentos dos Bombeiros do Rio Grande do Sul, ou seja, 50 vagas a mais do que havia sido apresentado pelo governo em reunião realizada em dezembro. Portanto, o projeto que será levado à apreciação da Assembleia Legislativa abrirá o total de 628 novas vagas, somando as acima citadas com 187 para primeiro sargento e outras 191 para segundo sargento.

O deputado Ronaldo Santini (PTB) participou diretamente das discussões, atuando como intermediário das duas partes. A reunião de hoje contou com a presença dos representantes da categoria, a secretária adjunta da Casa Civil, Mari Perusso, que representou o secretário Carlos Pestana, e o comandante geral da Brigada Militar, Coronel Sérgio Roberto Abreu.

O encontro fechou o acordo pré-determinado entre a Associação dos Bombeiros do Estado do Rio Grande do Sul (Abergs), Comando da Brigada Militar e o governo do Estado. Ficou garantida a distribuição, ainda para este ano, das promoções de terceiro sargentos, sendo 125 nomeações no mês de abril e outra etapa de 125 vagas em novembro, completando as 250 confirmadas.

O projeto contempla uma correção histórica que desequilibrava o número de vagas nas promoções dos praças bombeiros. Após várias reuniões e debates sobre o tema, bombeiros, Casa Civil e Comando da Brigada chegaram ao um denominador comum que contentou a todos. “Este foi o melhor acordo possível para a realidade do momento, atendendo a uma necessidade emergente da categoria. Em nome da nossa entidade, continuaremos em tratativas para o atendimento de outras demandas da classe em projetos futuros. Destacamos, ainda, a sensibilidade do governo e a disponibilidade de diálogo por parte do comando, aliado ao apoio do deputado Santini, nesta vitória da nossa corporação”, comentou o coordenador adjunto da Abergs, Florisbelo Dutra.

Para Ronaldo Santini a conquista dos bombeiros representa a consolidação da Abergs como entidade representativa da categoria. “É uma reivindicação esperada há muitos anos, que irá garantir o reconhecimento destes servidores que lutam arduamente para salvar e proteger as nossas vidas”. O parlamentar ressaltou ainda a receptividade do secretário Carlos Pestana e da adjunta Maria Perusso, além do comando da Brigada, para resolver a questão. “Apesar de alguns contratempos que fizeram o projeto voltar ao Executivo, a preocupação de todos com a causa dos bombeiros determinou este final feliz. Vamos manter a defesa do projeto, agora no Parlamento”, frisou o líder partidário do PTB.

O presidente da Associação de Cabos e Soldados de Lagoa Vermelha, bombeiro Braulio Guedes, valorizou a importante mobilização das entidades representativas. “Encontramos no deputado Santini um porta-voz para nossa reivindicação, a Casa Civil nos abriu as portas para o diálogo e o comando da Brigada reconheceu o nosso esforço. Este é um momento histórico para os bombeiros, que nunca na sua história haviam recebido um número tão expressivo de promoções”, observou

POLICIAL MILITAR AGARRA BANDIDO A UNHA NO LITORAL NORTE. RS

Soldado agarra bandido à unha no Litoral Norte
Preso à porta do carro de um foragido que tentou escapar em Quintão, policial foi arrastado por 300m. Emanoel Cardozo Luiz foi capturado em seguida


O que deveria ser só uma ocorrência comum na temporada de verão entre as praias do Litoral Norte se transformou em minutos de tensão para um policial militar de Novo Hamburgo, que atua em Quintão durante a Operação Golfinho.

Emanoel Cardozo Luiz, 27 anos, condenado por homicídio triplo e procurado pela Justiça desde o ano passado, acabou preso depois de tentar fugir com um carro e deixar ferido o PM Régis da Silveira, 43 anos. O policial se pendurou no veículo e foi arrastado por cerca de 300m, enquanto trocava socos com o foragido.

Na tarde de sábado, o soldado, acompanhado por uma colega, abordava um Corsa Wind estacionado em local proibido na Avenida Esparta, área central de Quintão.

- Ele ainda estava com o motor ligado. Nós resolvemos averiguar qual era a situação do veículo e do condutor, além de autuá-lo – explicou o policial.

Bandido se assustou

Emanoel estava próximo ao carro, no qual estavam seus parentes. Depois de alegar que estava sem os documentos, teria entrado no carro e supostamente encontrado os papéis. Enquanto os policiais conferiam quem era ele – e confirmariam em seguida se tratar de um foragido – uma viatura passava pelo local e o PM Régis a teria parado.

- Acho que o preso se assustou com a presença da viatura e cometeu esse ato arriscado – comentou o policial.

Policial ficou com ferimentos

Régis estava parado ao lado da porta do Corsa, ainda aberta, quando notou que Emanoel arrancaria. Sua primeira reação foi jogar-se sobre o suspeito e tentar parar o veículo, contido alguns metros adiante por uma viatura da Brigada, durante perseguição. Com ferimentos no braço e na perna esquerdos, Régis foi atendido no posto médico de Quintão e liberado no começo da noite de sábado.

Como foi

- Emanoel foi abordado por dois PMs ao estacionar seu Corsa em local proibido, no Centro de Quintão.

- Enquanto o PM verificava os documentos, ele arrancou com a porta aberta o carro, no qual estavam sua mulher, a filha pequena e a sogra.

- O PM saltou sobre ele, tentando parar o carro. Foi arrastado por 300m e caiu.

- O veículo foi parado por uma viatura da BM, algumas quadras adiante, após seguir em ziguezague, em alta velocidade, por uma das ruas mais movimentadas do balneário.

“Eles não pensam nem nos filhos”

Regis, 21 anos de Brigada, disse que reagiu para proteger os outros.

Diário Gaúcho – No que você pensou para se jogar sobre o suspeito?

Régis da Silveira – Foi uma reação de momento, a única forma que achei para proteger a minha colega, que estava parada na frente do carro. Ele poderia ter atropelado ela. Também não cogitei sacar a minha arma, para proteger a família dele. Minha intenção era alcançar o freio de mão, mas era um indivíduo grande, não tive como alcançar, então ele me arrastou com a porta aberta.

Diário – O que mais lhe preocupou nesta situação?

Régis – A forma como essas pessoas agem, sem se preocupar com a segurança nem mesmo dos seus filhos. Já vivi outras situações de capturas de foragidos e ainda me surpreendo com isso. Ao invés de proteger, usam os filhos até como escudo. E neste caso, ele ainda arriscou a vida de outras pessoas em pleno Centro de Quintão.

PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL EXTINGUE A JUSTIÇA MILITAR DO RS.

Proposta de Emenda Constitucional extingue a Justiça Militar do RS


A Proposta de Emenda à Constituição 222/2011, de autoria do deputado Raul Pont (PT) e referendada por outros 26 parlamentares, extingue a Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul. A proposição defende que os recursos gastos com a corte militar sejam aplicados na segurança pública.

Pont destaca que a Constituição Estadual, prevê no artigo 91, incisos II e V, que são órgãos do Poder Judiciário do Estado o Tribunal Militar e os Conselhos de Justiça Militar. Para o parlamentar, o constituinte estadual de 1989 resolveu manter o funcionamento da Justiça Militar Estadual, com a finalidade de processar e julgar os servidores militares estaduais que cometem crimes em suas atividades profissionais.

Do ponto de vista do direito material, argumenta Pont, a criação da Justiça Militar no Estado do Rio Grande do Sul, assim como em outros estados, está condicionada ao interesse público, princípio este balizador da atuação dos três poderes. Já no que se refere ao direito formal, esta proposta de criação da Justiça Militar Estadual está vinculada a competência dos Estados em legislar sobre a organização de sua Justiça.

Economicidade
O parlamentar petista argumenta ainda que o orçamento da Justiça Militar vem crescendo anualmente, com previsão de R$ 31.104.847,00 (trinta e um milhões, cento e quatro mil e oitocentos e quarenta e sete reais), conforme proposta orçamentária para 2012.

Para o parlamentar, os recursos orçamentários hoje destinados ao Tribunal de Justiça Militar devem ser utilizados integralmente para a ampliação, qualificação e modernização dos serviços da Brigada Militar junto à população gaúcha.

Pont também ressalta que o sistema judiciário vigente é capaz de dar conta das demandas, hoje, de competência da Justiça Militar. Para ele, o princípio do interesse público e da economicidade pugna pelo seu cumprimento, não havendo necessidade do Estado mobilizar um volume significativo de recursos públicos para manter uma estrutura judiciária, digamos, paralela. "Sendo que nem mencionamos aqui o desperdício de horas ocupadas por militares em atividades burocráticas do tribunal", afirma.

Pont lembra ainda que no país 23 estados membros não possuem estas estruturas, havendo tão somente três que as mantêm, dentre eles o Estado do Rio Grande do Sul.

EM 2011, A CÂMARA RECEBEU 633 MANIFESTAÇÕES PELA APROVAÇÃO DA PEC 300

Em 2011, a Câmara recebeu 633 manifestações pela aprovação da PEC 300
Luta pela dignidad salarial dos policiais está entre as propostas de maior repercussão na Casa.


Em 2011, mais de 730 mil pessoas foram atendidas pelo Disque Câmara (0800-619619) e Fale Conosco, serviços de participação popular da Câmara. E pelo 10º ano consecutivo o Projeto de Lei 5476/01, do ex-deputado Marcelo Teixeira, que prevê a extinção da assinatura básica da telefonia fixa, lidera o ranking. Foram 553.937 chamadas e 18 e-mails – 99,94% deles para pedir a aprovação da proposta –, o que representa 79,73% das participações.

Em seguida, as propostas com maior repercussão social foram o Projeto de Lei 3299/08, que modifica a forma de cálculo dos benefícios da Previdência Social, para extinguir o fator previdenciário; e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300/08, que fixa o piso salarial nacional dos policiais civis, militares e bombeiros.

Durante o ano de 2011, foram recebidas 867 manifestações sobre o PL 3299/08, sendo 99% favoráveis à matéria. Já a PEC 300/08 recebeu 633 manifestações, e 100% delas pediram a aprovação da proposta.

Saiba mais:

O serviço de atendimento à população existe desde 1998, quando foi implantado o 0800-619619, que permite aos cidadãos ligarem de graça de qualquer lugar do Brasil. Naquele ano, foram 9.800 atendimentos. Em 2004, o trabalho foi ampliado com a criação do Fale Conosco, em que as pessoas podem se manifestar via e-mail, e os dois canais foram procurados 504.539 vezes. Em 2010, foram 725.393 atendimentos. Um anos depois, esse número chegou a 734.948, o que representa um aumento de 1,32%. É uma média diária de 3.062 atendimentos, e mensal de 61.246. Fevereiro foi o mês com maior procura aos dois canais, totalizando 95.219.

Por meio desses canais, as pessoas se manifestam sobre proposições em trâmite na Câmara, pedem informações sobre a atividade parlamentar e institucional da Casa, além de fazerem sugestões, denúncias, críticas, elogios e reclamações.

As regiões do País com o maior número de participações são Sudeste, com 46%, e Norte, com 33%. Do total de manifestações, 65% foram feitas por pessoas do sexo masculino. 34,26% das pessoas tomaram conhecimento do serviço pela internet, e 18,66%, pela TV Câmara.

Mensalmente, a Central de Atendimento envia aos deputados um relatório com todas as manifestações recebidas por meio de ligações telefônicas e e-mails

domingo, 22 de janeiro de 2012

GOVERNO DA BAHIA TEME GREVE GERAL DA POLICIA MILITAR NO CARNAVAL.

Governo da Bahia teme “Greve” Geral da Polícia Militar no Carnaval.


Com receio de que ocorra uma “Greve” Geral com a ocorrida em 2001 na Bahia, quando muitas pessoas foram assassinadas na rua à luz do dia, muitas fugas de presídios e delegacias, assaltos a banco, arrastões e saques no comércio, o governo da solicitou que o comando se reunisse urgentemente com os comandantes de companhias nesse final de semana, informação obtida de fonte segura e confirmada por pessoas da capital.

Há cinco anos esperando pelas propostas feitas pelo Governador Jaques Wagner a tropa dá sinais de cansaço e indignação após perceber que as propostas do governado não foram cumpridas. Essa indignação pode ser confirmada com muita facilidade nas redes sociais, aliás, meios pelo qual os policiais estão se articulando para esse movimento.

A possibilidade de uma paralisação ganhou mais força com a confirmação de lideranças de movimentos grevistas de vários estados além de parlamentares que estiveram na linda de frente desses movimentos.

Estão com presença confirmada no dia 31 às 15 horas no Ginásio dos Bancários em Salvador: O Subtenente Pedro Queiroz, Presidente da ANASPRA (Associação Nacional dos Praças) e Presidente da ASPRAMECE, Associação que Liderou a “Greve” que teve início no dia 31 de dezembro de 2011 no Ceará, deixando o Estado sem policiamento no Réveillon. Cabo Jeoás Vice Presidente da ANASPRA E Presidente DA ACS – PMRN (Associação de Cabos e Soldados) do Rio Grande do Norte. Deputado Estadual Soldado Sampaio de Roraima, Diretor da Região Norte da ANASPRA.

Com presenças a confirmar estão o Capitão Wagner, Deputado Estadual do Ceará e uma das lideranças do Movimento “grevista” no Estado do Ceará. Soldado Nascimento Presidente da ASCEPMAM do Maranhão e o Cabo Campos que pararam a polícia no Estado da Família Sarney. Temos ainda as Lideranças do Movimento no Piauí Tenente Flaubert e o Tenente Anderson.

NÃO ADINTA TERMOS TODAS ESSAS LIDERANÇAS DE MOVIMENTOS VITORIOSOS PELO BRASIL À FORA AQUI PARA NOS APOIAR SE A TROPA NÃO ACREDITAR QUE OUTRA REALIDADE É POSSÍVEL. PRISCO SEMPRE AJUDOU AOS OUTROS ESTADOS COMO DIRETOR DE MOBILIZAÇÃO DA ANASPRA E AGORA TODOS ELES SE UNEM PARA AJUDAR PRISCO A FAZER ESSE MOVENTO AQUI NA BAHIA, A HORA É ESSA, CARNAVAL TÁ VINDO AI.

Essa vitória só depende de você praça ou mesmo oficial que não está satisfeito com o seu salário e muito menos com as condições de trabalho, venham para essa luta que terá início no dia 31 às 15 horas no ginásio dos bancários, vamos lotar a quadra e arquibancadas para mostrar a nossa força para o Brasil, vamos Mostrar que os policiais da Bahia têm atitude.

Vejam a carta enviada por um Comandante ao Chefe da Casa Militar para alertar sobre "Greve" da PM na Bahia
Sr CORONEL PM RIVALDO DOS SANTOS
CHEFE DA CASA MILITAR DO GOVERNADOR DA BAHIA
www.cmg.ba.gov.br

Conclamo o Sr a levar o Exmº Sr Governador a atentar para o que está ocorrendo nos outros Estados. Em função da insensibilidade dos Governos os servidores públicos militares estaduais estão saindo da legalidade e se amotinando, baseados em uma reivindicação legitima. A Bahia já foi vítima da falta de visão estratégica da cúpula da Segurança Pública a época, ao não tomarem providências preventivas para a não eclosão do tal amotinamento "polícia legal", que já havia ocorrido no Estado de Sergipe a mais de dois anos antes de ocorrer aqui da Bahia, como ocorreu, no entanto hoje as mesmas condições ainda estão aí. O
poder executivo estadual não investe na capacitação de condutores policiais nem condutores Bombeiros, tanto na quantidade como também na questão da capacitação de acordo o CNT, fazendo-os conduzir as viaturas em desconformidade com a legislação.
O Governador está insensível com situação salarial dos Militares estaduais, não cumpre a Lei da GAP, muda a Lei, retirando o aumento concomitante da GAP e Soldo. Será que ele não vê o que ocorreu nos estados de Roraima, Paraíba, Piauí e agora no Ceará? Ele está insensível, precisa ser assessorado. Ocorrendo o amotinamento de policias e bombeiros, param o comércio e os aeroportos que não podem operar sem Bombeiros, a população fica desprotegida.
Será que o Senhor com tanto tempo de serviço não vê a situação que se avizinha? O Governador está insensível. Com toda a Situação nos Estados vizinhos, ele até agora não apresentou a proposta de reajuste. O Governador está insensível, quando ao invés de reajustar o soldo e a GAP de acordo o aumento do salário mínimo, toma uma atitude de governos passados de dar reajuste menor e completar o valor do soldo do soldado com uma parte da GAP.
Depois de conflagrado o motim, ai se vai sentar para negociar? a população em situação vexatória, prejuízos para o comercio. Trabalho inglório custo administrativo disciplinar para nós comandantes e oficiais apurarem através de um funesto IPM a ação dos companheiros, vítimas da Insensibilidade do Governador mau assessorado e de pessoas sem responsabilidade pública e muito interesse pessoal.
Depois de muito constrangimento papel gasto tempo gasto cartuchos tempo perdido vem a anistia (vide as leis anteriores, RJ etc.). Por favor, livre o povo de mais uma situação vexatória, livre o povo de riscos desnecessários, basta já o que está acontecendo por falta de investimento, veja o que aconteceu em Fortaleza.
Converse com o Governador, assessore-O de verdade, não o deixe errar mais. Eu completarei 28 de serviço publico na instituição, sempre cumpri com minhas obrigações, essa situação está me angustiando, pois vislumbro dias muito graves, não quero passar por outro motim. Não quero ver meus familiares parentes e amigos em risco. Gostaria de ser respondido.

Tenho dito

PM APOSENTADO É BALEADO NA ZONA SUL DE PÓRTO ALEGRE CAPITAL.

PM aposentado é baleado na zona Sul da Capital
Carlos Vinícius Silvestre, de 47 anos, está internado em estado grave no HPS


Policial teve arma roubada durante assalto

O segundo sargento da reserva Carlos Vinícius Silvestre, de 47 anos, foi alvejado com um tiro na cabeça, por volta das 16h30 deste domingo, na zona Sul da Capital. Segundo a Brigada Militar, o PM teria ido até a padaria com a esposa quando deparou-se com um criminoso, na Rua Álvaro Difini, na Restinga.

A vítima acabou sendo reconhecida pelo assaltante que mandou-a deitar, disparando um tiro à queima-roupa na cabeça do policial. Socorrido, Carlos Vinícius Silvestre foi encaminhado para o HPS da Capital. O estado de saúde do paciente é grave.



Fonte: Rádio Guaíba

CABO VEREADOR AFIRMA; GREVE NO CEARÁ SERVE DE INSPIRAÇÃO PARA AS DEMAIS PMS DO BRASIL.

abo-vereador afirma: Greve no Ceará serve de inspiração para as demais PMs do Brasil
No mundo contemporâneo, quem será o primeiro governador do Brasil a punir PMs por causa de greves?


Não se entende por que um país que se diz ‘democrático’ insiste em tolher uma categoria profissional de direitos garantidos à imensa maioria dos trabalhadores. Se um juiz de direito – que tem todos os privilégios conhecidos – pode fazer greve, por que um soldado da PM deve ser eterno resquício da escravidão no Brasil?

Assim como a rebeldia quilombola, os policiais militares neste país já estão percebendo que têm força suficiente para quebrar as correntes e ecoar o grito de ‘liberdade’. Queiram os ultrapassados ou não.

Foi mais ou menos o que disse o cabo Júlio Cesar, que é vereador em belo Horizonte. Confira a íntegra de suas declarações.



“A Polícia Militar é proibida de fazer greve por força de lei, mas a greve de seis dias da PM do Ceará, que gerou avanços para o segmento, serve de modelo a militares de todo o País”.

A observação é do vereador de Belo Horizonte (MG) e ex-deputado federal, Júlio César Gomes dos Santos, o Cabo Júlio (PMDB), que previu em seu Blog a paralisação de policiais militares do Pará, com base na experiência ocorrida no Ceará, de 29 de dezembro a 3 de janeiro último.

Segundo o vereador, que liderou a greve da PM de Minas Gerais (1997), além do Ceará e do Pará, os policiais dos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás e Roraima, como ainda do Distrito Federal, estão prestes a parar as suas atividades, incentivados pelos resultados obtidos no Ceará.

De acordo com o comando de paralisação no Pará, três batalhões aderiram ao movimento. Segundo ainda o comando, os policiais foram para o trabalho, mas se recusaram a deixar os quartéis. Em nota, o Governo do Pará reconheceu o movimento nos batalhões de Marituba (21º BPM), Ananindeua (6º) e Icoaraci (10º), mas disse que a manifestação durou poucas horas e que a situação já teria sido normalizada na madrugada desta sexta-feira (20).

Os policiais militares irão avaliar nesta sexta-feira a proposta do Governo do Pará, que prevê um reajuste escalonado para os praças (soldado a sub-tenente), entre 14,13% a 22, 47%, mas o comando de paralisação requer um acréscimo de 100% no soldo para repor as perdas salariais de cinco anos.

Arquivo do blog