TRANS. DO PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO PECUARIA EM 19/11/2009

TRANS.  DO  PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO  PECUARIA EM  19/11/2009
ALDO VARGAS

TRADIÇÃO E CULTURA

teixeirinha

Loading...

gildo

Loading...

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA AMADA.

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA  AMADA.

Pesquisar este blog

CAPITAL GAUCHA PORTO ALEGRE

CAPITAL GAUCHA  PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

TROPEIRO VELHO

  • TROPEIRO VELHO

TRADIÇÃO E CULTURA

A VOCE CARO VISITANTE E UM PRAZER TER AQUI VISITANDO ESTE BLOG DESTE GAÚCHO, QUE NÃO TEM LADO PARA CHEGAR, GOSTO DE UMA AMIZADE E UM BOA CHARLA, TRATO TODOS COM RESPEITO PARA SER RESPEITADO MAS SE FOR PRECISO QUEBRO O CHAPEU NA TESTA PRA DEFENDER UM AMIGO AGARRO UM TIGRE A UNHA. AGRADEÇO A TODOS QUE DEIXAM SEU RECADO, POSTADO NESTE BLOG.

GALPÃO GAUCHO

GALPÃO  GAUCHO

A BANDEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, TE AMO MEU RIO GRANDE

A  BANDEIRA  DO  ESTADO  DO  RIO GRANDE  DO  SUL,  TE  AMO  MEU  RIO  GRANDE

domingo, 22 de abril de 2012

ASSEMBLEIA DO RIO DE JANEIRO APROVA LEGALIZAÇÃO DO BICO POLICIAL.


Assembleia do Rio de Janeiro aprova legalização do ‘bico policial’
Pior do que a aprovação da proposta é ver alguém achar que isso é bom para o policial e para a população...

Que tal se os médicos, professores, vereadores, juízes e demais servidores públicos passassem a trabalhar sábados, domingo e feriados em troca de um complemento de renda?
Foi mais ou menos isso que a Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro acabou de aprovar para os profissionais da segurança pública daquele estado (PCs, PMs, bombeiros e agentes penitenciários).
Eles estão chamando de “projeto de lei que regulamenta a hora extra remunerada” para esses profissionais. Ou seja, com a medida, esses trabalhadores vão poder substituir suas folgas por serviços extras nas próprias corporações. Em outras palavras: é a legalização do ‘bico’.
Segundo o projeto de lei, o cálculo para o pagamento das horas extras será o resultado do valor/hora normal de trabalho, de cada posto, graduação ou cargo, acrescido de 50% e multiplicado pelo número de horas extras trabalhadas.
Inocência ou má fé?
Tem veículo de comunicação publicando a aprovação desse projeto com certa ‘empolgação’, como se a ideia fosse uma medida acertada para a dignidade salarial dos profissionais e o combate à criminalidade. Não é. Essa história de legalizar o bico não passa de escravizar ainda mais o policial. Este ‘ser’ é de carne e osso. Possui batimentos cardíacos e sistema nervoso. Tem família e, sempre que pode, quer estar junto dela. Aumentar o salário em troca da escravidão? Isso não é investimento.
Mas se insistirem...
Caso alguém discorde da nossa tese, então potencializemos todos os serviços públicos no Brasil. A Saúde é uma lástima. A Educação não consegue mais disciplinar seus alunos, que todos os dias são capas de jornais em algum caso de violência. E o que dizer da Política?
Na PB
Por aqui, infelizmente, centenas de policiais também caíram no conto do vigário e passaram a sacrificar seus dias de folga em troca de um plano de saúde ou de uma escola melhor para os filhos. Afinal, médicos e professores não condicionam sua merecida dignidade salarial em troca da distância familiar. Quem quiser saúde e educação de qualidade vai ter que “dar mais segurança” por isso...
???
Pra encerrar: quantas vezes o Congresso Nacional propôs aumentar a escala de trabalho dos parlamentares em troca de “um serviço melhor à sociedade?”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog