TRANS. DO PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO PECUARIA EM 19/11/2009

TRANS.  DO  PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO  PECUARIA EM  19/11/2009
ALDO VARGAS

TRADIÇÃO E CULTURA

teixeirinha

Loading...

gildo

Loading...

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA AMADA.

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA  AMADA.

Pesquisar este blog

CAPITAL GAUCHA PORTO ALEGRE

CAPITAL GAUCHA  PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

TROPEIRO VELHO

  • TROPEIRO VELHO

TRADIÇÃO E CULTURA

A VOCE CARO VISITANTE E UM PRAZER TER AQUI VISITANDO ESTE BLOG DESTE GAÚCHO, QUE NÃO TEM LADO PARA CHEGAR, GOSTO DE UMA AMIZADE E UM BOA CHARLA, TRATO TODOS COM RESPEITO PARA SER RESPEITADO MAS SE FOR PRECISO QUEBRO O CHAPEU NA TESTA PRA DEFENDER UM AMIGO AGARRO UM TIGRE A UNHA. AGRADEÇO A TODOS QUE DEIXAM SEU RECADO, POSTADO NESTE BLOG.

GALPÃO GAUCHO

GALPÃO  GAUCHO

A BANDEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, TE AMO MEU RIO GRANDE

A  BANDEIRA  DO  ESTADO  DO  RIO GRANDE  DO  SUL,  TE  AMO  MEU  RIO  GRANDE

quinta-feira, 26 de abril de 2012

ARTIGO; A VELHA ESTRATEGIA GOVERNAMENTAL.


ARTIGO: A VELHA ESTRATÉGIA GOVERNAMENTAL

Adriana Bertollo
Advogada Pública Municipal
“Tenho acompanhado o site da ASSTBM, jornais e debates nos quais se tem questionado alguns assuntos entre eles a remuneração dos policiais militares gaúchos”. Esse texto visa contribuir ao debate.
Infelizmente, vejo prosperar a velha estratégia governamental de desestabilizar as ‘massas’ e, bem assim, evitar que determinada categoria se una e perceba a força que pode resultar dessa união. Contraditoriamente, manobra inversa se faz na hora de os políticos buscarem votos. Aí mobilizam todas as categorias, aí são até parentes da “família brigadiana” e até se lembram da velha professora da escola!
Digo isso porque, com o devido respeito, percebi que a utilização desse meio de expressão tão democrático como é a internet pode servir para colegas se perderem em críticas, em divergências normais de opinião… Isso só servirá para não mudar nada, para manter-se o ‘status quo’, como se diz no Direito. E as coisas estão bem para quem? Para a polícia, para os policiais, para o cidadão? Certamente não é do interesse dos governantes e dos “chefes” escancarar pátios com viaturas quebradas, coletes vencidos, moradias indignas dos seus subordinados e toda a má sorte de precárias condições… Até que enfim os meios de comunicação pautaram a situação caótica do Presídio Central, salientando que os policiais que se submetem ao trabalho naquele local, a fim de aumentarem o soldo, também estão submetendo a sua saúde ao “cumprimento de pena”, devido às condições insalubres daquele meio ambiente de trabalho. Finalmente, não posso deixar de dizer que me emocionei ao ler o depoimento do Policial Vanderlei, preocupado em não poder dar um pouco de lazer ao filho, que gostaria de brincar no parque. Hoje, é só um parque, que até pode ser deixado para depois. Entretanto, que esperança há de se dar a uma criança que só vê o colorido do parque, mas não ri junto com o palhaço, não saboreia a pipoca e a maça caramelada da “bruxa”? Que esperança no futuro com uma matriz salarial que sequer acompanha a inflação, transformando nossos servidores em “zumbis” modernos, que não dormem e emendam madrugadas em jornadas estafantes para não perderem tanto em salário… Se isso não é uma espécie de escravidão moderna, então não sei o que é.
Mas que é uma escravidão dos princípios constitucionais, em especial a dignidade da pessoa humana, em sua mais ampla concepção, do homem com direito ao lazer, isso, como profissional do direito, eu sei que é. Avante guerreiros!!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog