TRANS. DO PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO PECUARIA EM 19/11/2009

TRANS.  DO  PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO  PECUARIA EM  19/11/2009
ALDO VARGAS

TRADIÇÃO E CULTURA

teixeirinha

Loading...

gildo

Loading...

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA AMADA.

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA  AMADA.

Pesquisar este blog

CAPITAL GAUCHA PORTO ALEGRE

CAPITAL GAUCHA  PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

TROPEIRO VELHO

  • TROPEIRO VELHO

TRADIÇÃO E CULTURA

A VOCE CARO VISITANTE E UM PRAZER TER AQUI VISITANDO ESTE BLOG DESTE GAÚCHO, QUE NÃO TEM LADO PARA CHEGAR, GOSTO DE UMA AMIZADE E UM BOA CHARLA, TRATO TODOS COM RESPEITO PARA SER RESPEITADO MAS SE FOR PRECISO QUEBRO O CHAPEU NA TESTA PRA DEFENDER UM AMIGO AGARRO UM TIGRE A UNHA. AGRADEÇO A TODOS QUE DEIXAM SEU RECADO, POSTADO NESTE BLOG.

GALPÃO GAUCHO

GALPÃO  GAUCHO

A BANDEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, TE AMO MEU RIO GRANDE

A  BANDEIRA  DO  ESTADO  DO  RIO GRANDE  DO  SUL,  TE  AMO  MEU  RIO  GRANDE

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

ENQUANTO A POLICIA MILITAR DECIDE A CIVIL DECRETA GREVE NO ES:


ES: Enquanto Polícia Militar decide se para, Polícia Civil decreta estado de greve

 Após se reunirem em assembleia nesta quarta-feira (15), os policiais civis decidiram decretar estado de greve. Os policiais militares e bombeiros também fizeram uma assembleia hoje (15) para avaliar a contraproposta do governo do Estado. Os mais de 1,5 mil PMs e bombeiros entenderam que a proposta do governo atendeu parcialmente às reivindicações da categoria. Entretanto, eles decidiram manter as negociações abertas para tentar chegar a um acordo com relação ao rejuste salarial. Uma nova assembleia foi marcada para o dia 28 de março. 
Tanto a PM quanto a PC reclamam da morosidade do governo na condução das negociações. O presidente da Associação dos Investigadores da Polícia Civil (Assinpol) Júnior Fialho reafirmou que o estado de greve já foi decretado. “Como houve manifestação por parte do governo do Estado em aceitar dialogar, vamos nos manter abertos para as negociações até o dia 2 de março. Agora, se o governo continuar dando ‘barrigada’ na gente, podemos parar a qualquer momento”, advertiu Fialho.
O presidente da Assinpol esclareceu que a categoria vai cumprir todas as formalizações legais de para se preparar para a greve. No dia 2 de março, pela manhã, os representantes da categoria se reúnem com o secretário de Gestão e Recursos Humanos, Heráclito Amâncio Pereira Junior, que ficou de apresentar uma proposta à categoria. “No mesmo dia, submeteremos à assembleia a proposta do governo. Caso a categoria não aprove a proposta, já estará tudo formalizado para decretarmos a greve geral”, avisou Fialho.
Os policiais civis pedem reposição salarial de 40%; aposentaria especial (paridade e integralidade); mais celeridade no processo de promoção, que hoje estão atrasadas, segundo Fialho; unificação das categorias de investigador e agentes; e incorporação da escala especial ao salário.
PM
Na assembleia da PM, que terminou por volta das 17 horas, a categoria ficou satisfeita com a proposta do governo que prevê a revisão do quadro organizacional, mas lamentou que não houve avanços com relaçào ao reajuste salarial, principal reivindicação dos policiais militares. Jean Ramalho, presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Espírito Santo (ACS/PMBM/ES), explica que em relação ao reajuste salarial, a categoria propôs um aumento escalonado ao governo: 20% em 2012; 11% em 2013; e 9% em 2014. Ele acrescentou que esse reajuste contemplaria os oficiais da ativa, reserva e os pensionistas.
Ramalho disse ainda que o governo propôs contratar um consultoria para fazer um estudo sobre o reajuste salarial para PMs e bombeiros, que ficaria pronto somente em junho. O presidente da Associação de Cabos e Soldados afirmou que junho está muito longe. “Pedimos que o estudo ficasse pronto em março, para acelerar esse processo”, afirmou Ramalho.
Na avaliação do ex-deputado Capitão Assumção, que é coordenador do Movimento Nacional da PEC 300 - Proposta de Emenda Constitucional que cria um piso nacional para a categoria -, a contraproposta do governo, submetida à categoria na tarde desta quarta (15), não agradou boa parte dos policiais. “No meu entendimento, os policiais militares e bombeiros queriam mesmo o reajuste salarial agora. A reformulação organizacional também é importante e está perfeita, mas, neste momento, irá beneficiar somente alguns policiais. Os novos policiais e os aposentados queriam o reajuste salarial já”, ressaltou Assumção.
Os ex-depuatdo, que participou da assembleia, acredita que as negociações com o governo ainda podem avançar nessa direção. "Acho que o governador Renato Casagrande terá sensibilidade para analisar o pleito. Esperamos que até o dia 28 de março, data da nova assembleia, o governo apresente uma contraproposta de reajuste salarial", finalizou Assumção

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog