TRANS. DO PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO PECUARIA EM 19/11/2009

TRANS.  DO  PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO  PECUARIA EM  19/11/2009
ALDO VARGAS

TRADIÇÃO E CULTURA

teixeirinha

Loading...

gildo

Loading...

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA AMADA.

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA  AMADA.

Pesquisar este blog

CAPITAL GAUCHA PORTO ALEGRE

CAPITAL GAUCHA  PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

TROPEIRO VELHO

  • TROPEIRO VELHO

TRADIÇÃO E CULTURA

A VOCE CARO VISITANTE E UM PRAZER TER AQUI VISITANDO ESTE BLOG DESTE GAÚCHO, QUE NÃO TEM LADO PARA CHEGAR, GOSTO DE UMA AMIZADE E UM BOA CHARLA, TRATO TODOS COM RESPEITO PARA SER RESPEITADO MAS SE FOR PRECISO QUEBRO O CHAPEU NA TESTA PRA DEFENDER UM AMIGO AGARRO UM TIGRE A UNHA. AGRADEÇO A TODOS QUE DEIXAM SEU RECADO, POSTADO NESTE BLOG.

GALPÃO GAUCHO

GALPÃO  GAUCHO

A BANDEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, TE AMO MEU RIO GRANDE

A  BANDEIRA  DO  ESTADO  DO  RIO GRANDE  DO  SUL,  TE  AMO  MEU  RIO  GRANDE

sábado, 27 de agosto de 2011

AO INVÉS DE UMA PROPOSTA DECENTE, GOVERNO GAÚCHO AMEAÇA COM PUNIÇÕES.

AO INVÉS DE UMA PROPOSTA DESCENTE, GOVERNO AMEAÇA COM PUNIÇÕES
Postado por abamfbm on agosto 27, 2011 in Geral, Política, Todas notícias | 21 Comentarios
REPERCUSSÃO NA MÍDIA LOCAL GAÚCHA

Piratini exige fim de queima de pneus

Ao condicionar a negociação do aumento salarial ao fim dos protestos com queima de pneus nas estradas federais, o governo estadual deixou claro ontem à direção da Associação Beneficente Antonio Mendes Filhos (Abamf), que representa os servidores de nível médio da Brigada Militar (BM), que não quer ficar refém dos PMs descontentes.

Ao final do encontro de cerca de duas horas no Palácio Piratini, o presidente da Abamf, Leonel Lucas, e o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, anunciaram a suspensão das manifestações até quarta-feira, quando deverá ocorrer um novo encontro.

A reivindicação da Abamf é de que o salário de um soldado da Brigada passe dos atuais R$ 1,2 mil, em média, para R$ 3,2 mil. O reajuste seria escalonado ao longo de quatro anos. Alegando fatores econômicos que fogem do controle do governo, Pestana disse que o governo não pode se comprometer com um grande aumento a ser cumprido nos anos seguintes.

– Podemos nos comprometer a aumentar o salário em 16% (descontando 6,32% já concedidos) até março do ano seguinte, o que representa um aumento real bem significativo – afirmou o chefe da Casa Civil.

Embora o governo afirme que há um processo de negociação de salarial em andamento, Lucas considera que dificilmente teria ocorrido avanços se a tática de bloquear estradas não tivesse sido colocada em prática.

– De todos as policiais militares do país, nós recebemos o pior salário. Estamos agindo de acordo com a situação – afirma o presidente da Abamf.

Em Rio Grande, onde recebeu ontem uma condecoração da Marinha ao lado do ex-governador Olívio Dutra e palestrou para empresários, o governador Tarso Genro repudiou a tática de bloquear estradas:

– É uma mancha no bom prestígio da Brigada Militar com a sociedade. Um exemplo de como não se deve comportar uma corporação mediante negociação. Eu até desconfio que quem está fazendo isso está afim de sabotar as negociações que o governo do Estado está fazendo com a corporação.

O governador, no entanto, reconheceu que o salário do policiais militares gaúchos é “vergonhoso”.

Estradas em chamas
4 DE AGOSTO
- BR-386, em Frederico Westphalen
SEGUNDA-FEIRA
- BR-285, em Passo Fundo
TERÇA-FEIRA
- BR-116, em Tapes
- ERS-344, em Santa Rosa
QUARTA-FEIRA
- BR-116, em Estância Velha
- BR-153, em Erechim
ONTEM
- BR-392, em Rio Grande
- BR-158, km 105 da rodovia Palmeira das Missões-Condor
- BR-468, km 6 da rodovia Palmeira das Missões-Coronel Bicaco
- ERS-118, em Gravataí
- Avenida Getúlio Vargas, em Alvorada
- BR-472, em Três de Maio

“É um movimento criminoso”

Sérgio Abreu, comandante-geral da Brigada Militar
Aos 51 anos, o comandante-geral da BM, coronel Sergio Abreu, enfrenta o maior desafio em três décadas de corporação: a insubordinação de setores da tropa. Na noite de ontem, após participar de reuniões com o secretário da Segurança Pública, Airton Michels, e o governador Tarso Genro, Abreu concedeu a seguinte entrevista a Zero Hora:

Zero Hora – Qual o dano que este movimento causa à hierarquia militar, o principal pilar da organização?


Sérgio Abreu – Nós temos de diferenciar o movimento em duas partes. Primeiro, há uma reinvindicação dos praças, que buscam melhoria salarial. É uma questão democrática. O segundo aspecto é a colocação de pneus queimando em rodovias. É um movimento criminoso, que fere a lei. Quem garante a ordem não faz desordem.

ZH – Qual o prejuízo que este movimento está causando à imagem da BM?


Abreu – O nosso grande receio é que a população possa associar estes movimentos à Brigada Militar. Mas a sociedade pode ficar tranquila porque isso não vai alterar a qualidade dos serviços prestados pela Brigada.

ZH – O senhor já deve ter em mão um relatório do serviço de inteligência da BM. Qual a dimensão deste movimento dentro dos quartéis?


Abreu – Atualmente não temos nenhuma interferência interna. É um movimento de fora da corporação, pontual, que não tem repercussão dentro da corporação. Certamente muitos PMs repudiam medidas extremas. Quem queima pneu numa rodovia realiza ato criminoso.

ZH – O senhor teme passar para a história como o comandante que tolerou táticas radicais nas manifestações de PMs?


Abreu – De forma alguma. Até porque nós não toleramos táticas radicais. Nós já determinamos aos comandos regionais ações das 0h às 6h, em rodovias estaduais, e estamos fazendo levantamentos junto a vulcanizadoras, também para verificar a questão dos pneus. A conta parece estar comigo, mas o que está acontecendo é nas rodovias federais. O nosso serviço de inteligência está se articulando com a inteligência da PRF para atuar de forma articulada.

Secretário critica a postura de policiais

O secretário da Segurança Pública, Airton Michels, criticou ontem a postura da Polícia Civil ao tornar público o envolvimento do jovem Jacson Nauta de Quadros, o Jundiá, 19 anos, como suspeito de estupro e agressões a uma mulher, em 5 de agosto, em Novo Hamburgo. Baseada na versão da vítima, a Delegacia Regional da Polícia Civil no Vale dos Sinos divulgou o nome e a fotografia de Jundiá como um dos autores do crime.

Mas logo depois, o governo federal informou que, no dia em que ocorreu o estupro, Jundiá estava longe do Rio Grande do Sul, sob abrigo do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (Ppcaam).

– O que existe de concreto, hoje, é que esse cidadão não poderia estar aqui naquela data. A polícia fez bem seu trabalho, tanto que a investigação decorreu de um pedido de prisão preventiva deferido pela Justiça. Mas eu critico a conotação midiática que se deu para esse caso, a partir da postura de quem investigou de, naquele momento, tornar público esse fato. Critiquei pessoalmente o delegado e o próprio chefe de Polícia – afirmou Michels.

Jundiá deve ser ouvido nos próximos dias

Sentado à mesa com Michels, o chefe de Polícia, Ranolfo Vieira Junior, evitou comentar os desdobramentos do caso.

– É um fato de extrema gravidade. Através do relato da vítima foi pedida a prisão que foi decretada na mesma madrugada. Nesses casos, a palavra da vítima é muito importante. Depois, veio a informação de que ele poderia estar em outro Estado. A missão da polícia é elucidar o fato. Depois vamos fazer a avaliação sobre a conduta do servidor – disse Ranolfo.

A suposta participação de Jundiá, autor de homicídios em série durante a adolescência, está sob investigação por ordem da Justiça, com a possibilidade de coleta de material dele para exame de DNA.

Jundiá deverá ser ouvido pela polícia nos próximos dias.

CAMINHO PERIGOSO



Das duas horas da conversa dos secretários Carlos Pestana, Airton Michels e Stela Farias com os líderes da Associação de Cabos e Soldados da Brigada Militar, ontem, 45 minutos foram gastos numa preliminar: o governo exige que cessem as manifestações violentas, como a queima de pneus e o bloqueio de estradas.

Advertidos de que, se os protestos violentos continuarem, a negociação será interrompida, os brigadianos se comprometeram a dar uma trégua até quarta-feira.

A preocupação é não se tornar refém dos brigadianos, passando à população a ideia de que o governo perdeu o controle sobre quem tem a responsabilidade de cuidar da segurança. Outra preocupação é com a possibilidade de outras categorias acharem que o caminho para negociar aumentos salariais é o da violência. O Piratini avisa que quem optar por esse caminho vai pegar o bonde errado.

Hierarquia da BM ameaçada

Definidos como “atos criminosos” pelo comandante-geral da BM, os protestos de PMs descontentes com os salários embaraçam a cúpula da Segurança Pública e abrem caminho para a quebra da rígida estrutura de comando militar. Entre a noite de quinta e madrugada de ontem, novos bloqueios com pneus incendiados em seis vias do Estado puseram mais combustível na delicada relação entre o comando da corporação e representantes dos soldados, aumentando o risco de insubordinação generalizada da tropa
A tática de queimar pneus em rodovias como forma de reivindicar aumento salarial, adotada pela associação dos praças da Brigada Militar, constrange o comando da PM e a cúpula da Secretaria da Segurança Pública.

Entre o final da noite de quinta-feira e a madrugada de ontem, a fumaça negra das borrachas em chamas interrompeu o trânsito em quatro rodovias federais (numa delas em dois trechos), no Interior, e na avenida principal de Alvorada, na Região Metropolitana.

As manifestações, que limitam o direito de ir e vir dos motoristas, ocorreram em rodovias federais em Palmeira das Missões, Três de Maio, Sarandi e Rio Grande, em uma rodovia estadual em Gravataí e em uma avenida de Alvorada. Em três casos, foram deixados cartazes pedindo melhores salários para os policiais militares. Os atos, definidos pelo comandante-geral da Brigada Militar, Sérgio Abreu, como “criminosos”, ocultam um outro risco: a iminência de quebra de hierarquia e insubordinação na caserna, um dos pilares da rígida estrutura militar.

O relato de um oficial da cúpula da corporação, que pede para não ser identificado, ajuda a compreender a situação em que se encontram a Brigada e a Secretaria da Segurança Pública.

– Há o risco de insubordinação, à semelhança ao que já aconteceu em outros Estados. Nos quartéis, silenciosamente, o pessoal apoia as manifestações porque os salários dos soldados está muito defasado.

O mesmo coronel, que compartilha da intimidade do poder no QG da BM, apresenta uma dificuldade adicional:

– É complicado até para apurar responsabilidades porque, ao mesmo tempo que o pessoal do serviço de informações está mobilizado nas investigações, em paralelo, eles apoiam os protestos.

O sentimento nos quartéis apontado pelo oficial da ativa, sob anonimato, é explicitado pelo presidente da Associação dos Oficiais da Brigada Militar, José Carlos Riccardi Guimarães. Sem meias palavras, o tenente-coronel da reserva opina:

– Somos solidários aos praças que estão revoltados. Estou mais preocupado com a fome dos brigadianos do que com a quebra de hierarquia.

Em viagem a Rio Grande, o governador Tarso Genro prometeu pulso firme. Na mesma linha do coronel Abreu, Tarso definiu o protesto como um “delito”:

– Certamente será investigado pela Polícia Federal, e as pessoas vão responder. Não sei se tem conexão com o movimento dos brigadianos, tomara que não, porque se tiver é uma coisa grave, e algo que não pode ser colocado como pressão para negociação.

Em encontro com jornalistas num hotel no centro de Porto Alegre, no início da manhã, o secretário da Segurança Pública, Airton Michels, mostrou-se surpreendido com o radicalismo das ações. Conforme o secretário, uma reunião, que ocorreria horas mais tarde, estava agendada havia 10 dias:

– Não tem sentido este tipo de protesto. São atos criminosos que serão investigados.

A posição enérgica do governador e de seus secretários parece ter surtido efeito. Ao final de uma reunião tensa de duas horas com o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, e o secretário Michels, o presidente da Associação Beneficente Antonio Mendes Filho (Abamf), Leonel Lucas, anunciou uma trégua. Até que novos pneus voltem a arder.

*Colaborou Roberto Witter

CARLOS ETCHICHURY E CARLOS WAGNER



ZERO HORA






Subscribe to Comments RSS Feed in this post
21 Responses
Gilceu Bardemaker
agosto 27, 2011 às 12:28 pm
DELITO CAPITULADO PELO GOVERNADOR, CMT GERAL, SECRETARIO DA SEGURANÇA, É O QUE ELES ESTÃO FAZENDO COM O EFETIVO DA BM, POIS GOSTARIA DE VER O APARATO GOVERNAMENTAL AGIR DA MESMA FORMA CONTRA O MST, VIA CAMPESINA E OUTROS, QUE EFETUAM INVASÕES ARMADAS, SAQUEIAM PROPRIEDADES PARTICULARES, MATAM POLICIAIS A FOICE, TRANCAM ESTRADAS E MJITOS OUTROS ATOS DE VERDADEIROS ATOS DE TERROR, QUE COM A COMPLASCENCIA DO PT E OUTROS PARTIDOS ALIADOS CONTINUAM FINANCIADOS POR VERBAS QUE REALMENTE PODERIAM DAR UMA VIDA DESCENTE AOS POLICIAIS, MAS COMO ELES SAO CONTRA A POLICIA POR CONTA DOS ANOS DE DITADURA, ESQUECEM QUE OS TEMPOS SÃO OUTROS, OU SEJA ERA DA DEMOCRACIA, E O QUE ELES QUEREM FAZER COM A LIBERDADE DE EXPRESSÃO DOS POLICIAIS, ISSO SIM SE CHAMA VOLTA AOS TEMPOS DE MORDAÇA, ONDE NINGUEM PODERIA SE MANIFESTAR, HOJE O GOVERNADOR AGE COM DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS, QUANDO É O MST ELES CHAMAM PARA NEGOCIAR JÁ COM PROPOSTAS AQUEM DO QUE ELES ESPERAVAM, E QUANDO É A SEGURANÇA PUBLICA ELES RELEGAM E NÃO NOS RECEBEM, E SOMENTE QUANDO HÁ UM ATO ASSIM DIZEM QUE É ATO DE VANDALISMO, NÃO EXISTE HIERARQUIA E DISCIPLINA QUE NÃO VERGUE DIANTE DAS NECESSIDADES DAS FAMILIAS DOS POLICIAIS, POIS AS CONTAS BATEM NA PORTA TODOS OS DIAS, E O POLICIAL NÃO TEM CONDIÇÕES DE SUSTENTO DA FAMILIA, RECORRENDO AO BICO.
Responder Gilceu Bardemaker
agosto 27, 2011 às 12:36 pm
Por varios governos a BM sempre foi disciplinada e sempre tentou as negociações de forma ordeira e disciplinada, e os governantes sempre fizeram o que queriam, pois sabiam que a tropa por ter uma disciplina iria acabar aceitando, mas hoje o que vemos é que se chegou ao limite, pois ontem o governo novamente tentou empurrar goela abaixo um indice que não repoe sequer a inflação acumulada do ultimo semestre, e que não se tem mais como tentar negociar de forma pacifica, tem mesmo é que partir para a pressão, pois somente assim eles verão as dificuldades, eles manipulam a imprensa e o povo, mas a realidade esta ai, o PM do RS tem o menor salario do Brasil, e Estado mais pobres hoje ja pagam um salrio muito maior que muitos estado ricos, o RS é o 4º maior PIB do brasil e no entanto não valoriza os seus funcionários que fazem com que o estado ande.
Responder Bruno Gomes
agosto 27, 2011 às 12:59 pm
Caros colegas, eles querem nos intimidar com ameaças, mas porque estão com medo que aconteça o que esta acontecendo nos outros estados, então sujiro que esperamos até quarta, para ver o que vai ser oferecido a categoria, e aí sim dependendo vamos começar tudo denovo. OK.
Responder Elisandro
agosto 27, 2011 às 1:40 pm
O QUE ELES VÃO OFERECER É MERECA, NÃP PODEMOS NOS HUMILHAR E ACEITAR MENOS DE 25% E DE UM CALENDARIO PARA ATINGIR OS 3.200,00
Responder soldado Patrick
agosto 27, 2011 às 1:08 pm
Eu não concordo com esse tipo de protestos,mas não deixei de fazer o meu, e o que eu fiz ??? Me vesti de branco e fui para as margens de uma Br,lá soltei alguns pombos, tambem brancos,após isso colhi galhos de marcela,rezei a nosso Senhor Jesus Cristo e fui embora !!!
Responder leo
agosto 27, 2011 às 6:03 pm
ahahahahahahahahahahaa !!!!! boa sátira ,só assim mesmo,com ironia !!!!!
Responder Elisandro
agosto 27, 2011 às 1:38 pm
é obvio que o governo está com medo, ele sabe que unidos somos fortes, que a nossa união é a desgraça deles, então O QUE ESTAMOS ESPERANDO?????????????????????????????
Responder lopez
agosto 27, 2011 às 1:51 pm
CARAMBA, CARAMBA, CARAMBA…

ACORDA COMPANHEIRO LEONEL LUCAS E DIREÇÃO DA ABAMF – FIXAR 3,2 MIL COMO IDEAL EM QUATRO ANOS SIGNIFICA IGNORAR A INFLAÇÃO MEDIA DE SEIS POR CENTO AO ANO, EM 4 ANOS (SEM CALCULAR O ACUMULO DE ANO PARA ANO) SERIA UMA PERDA DE 24% (ISSO MESMO EM QUATRO ANOS O ESTADO ECONOMIZARIA 24% NO “NOSSO LOMBO” OS PROFESSORES JA SE LIGARAM NESTE “PEGA RATÃO” SERÁ QUE NÓS POLICIAIS SOMOS MENOS INTELIGENTES???? PELO AMOR DE DEUS PESSOAL NÃO SEJAMOS INGÊNUOS QUEREM NOS DAR O QUE JÁ É NOSSO MAS A PERDER DE VISTA…

Responder luiz roberto melo
agosto 27, 2011 às 2:06 pm
Se os protestos terminarem, qual será o novo argumento do governo para não repor a nossa defasagem salarial?
Responder DA FRONTEIRA
agosto 27, 2011 às 2:08 pm
O CMT DEVE FICAR FORA DESTA QUESTÃO..POIS ANO PASSADO O GOVERNO DEU 19% RETROATIVO A MARÇO DO MESMO ANO AOS OFICIAIS SUPERIORES….A QUE NÃO TINHAM DIREITO POIS A LEI BRITO ERA PARA OS PRAÇAS LEMBRAM….NÃO NADA DE CRIMINOSO POIS O MST PLOQUEIA VIAS COM AVAL DO PT E NÃO É CRIME …ARROZEIROS FECHAM RODOVIAS E NÃO É CRIME …ENTÃO ALGO ESTÁ ERRADO …CMT O SR. TEM QUE PEDIR EXONERAÇÃO AO TENTAR SER SOLIDARIO COM O PT..TARSO GENRO…..VA PARA CASA… POIS ESTÁ INDO CONTRA QUEM REALMENTE TRABALHA DE GRAÇA NO ESTADO…..SEUS CUPINCHAS GANHAM BEM,…..FG ..DIFERENÇA…DIARIAS…EO PM …PAGA A CONTA … TA NA HORA DE MUDAR ISTO….SEM FALAR QUE OS CMT DE ÁREA PASSAM SÓ VIAJANDO GANHANDO DIÁRIA COM MOTORA E VEICULO…SEM GASTAR NADA AINDA POSAM NAS OPM…EO PRAÇA SÓ LEVA CHOQUE…..CHEGA VAMOS A LUTA E MUDAR ESTA METODOLOGIA …TEMOS QUE FAZER A SOCIEDADE SABER QUE OS CORONEIS DA BM VIVEM EM UM OUTRO MUNDO…SÓ MORDOMIAS PAGAS PELO IMPSTO DO CIDADÃO…..SEM FALAR NO SALAÁÁÁ´RIO ….VAMOS A LUTA COMPANHEIROS
Responder TEM TUDO PRA PIORAR!!!!!!!!!!!!!!
agosto 27, 2011 às 2:12 pm
ME PERGUNTA QUANDO EU VOU VOTAR NO PT DE NOVO……NUNCA MAIS, POSSO GANHAR OU NÃO AUMENTO, MAIS NÃO VOU MUDAR DE OPINIÃO,ISSO É SÓ UMA FORMA DESTE DITADOR GANHAR TEMPO…..TEMOS É QUE ENTRAR EM GREVE SIM…..NÃO TEM OUTRO JEITO…..EU MUITO EMBORA MAL PAGO……SOU CONCURSADO….ENTÃO O DITADOR SAI ANTES DO QUE EU DO ESTADO…..E TOMARA QUE NUNCA MAIS VOLTE…..OU VÃO ME AMEAÇAR NOVAMENTE…..COM PRISÃO POR EXPOR AS MINHAS IDÉIAS….E O ART 5 DA C.FEDERAL……AH JÁ SEI VÃO RASGAR A CONSTITUIÇÃO TAMBÉM…….VINDO DESTA GENTE POSSO ESPERAR DE TUDO…..A DITADURA ESTA DE VOLTA…..DEVE SER POR ISSO QUE TEM GENTE COM MEDO…..BEM QUE OS MILITARES PODIAM TOMAR CONTA?????? POR MIM TA TUDO BEM…..
Responder DA FRONTEIRA
agosto 27, 2011 às 2:15 pm
cARO DE MICHELES VC ESTÁ LONGE DE SER O CARA…QUEM NASCEU PARA CUIDAR PRESIDIARIO NÃO PODE SER CHEFE A SEGURANÇA VC PENSA PEQUENO…E DAI DA PROBLEMA NÃO SABE NEM SE EXPRESSAR….VA CRITICAR OS RATOS QUE VIVEM NAS PENITENCIARIAS..POIS VC VIVEU LA E DEVE CONHECER BEM O SUBURBIO DAS PRISOES…AQUI FORA VC ESTRA FORA DA CASINHA E NÃO ADIANTA FAZER CRITICAS A DELEGADOS E POLICIASI POIS VC NÃ O TEM CONHECIMENTO DE CAUSA ….FIQUE AI GANHANDO SEU DINHEIRINHO E DEIXE OS HOMENS DA LEI TRABALHAREM…
Responder 18tiando@nabrigada
agosto 27, 2011 às 2:25 pm
QUEIMAR PNEUS NAS ESTRADAS ESTA DANDO CERTO…!!! O governo e o comando geral estão cagados de medo de uma insubordinação generalizada.. e estão vendo que a gurizada da classe econômica e miserável NÃO ESTA BRINCANDO..!!! rsrsrsrsrs.. estão com medinho.. por isso estão dizendo que irão PUNIR..!!! mas é só isso que eles fazem a muitos e muitos anos.. rsrsrsrs.. punir e punir.. ja estamos calejados com punições.. e agora CHEGA..!!! DITADURA JÁ ERA..!!! vão ter que nos ENGOLIR..!!!
Leonel Lucas.. todos estão contigo.. não esmorece e vamos em frente.. FORÇA GURIZADA!!!
Responder adelazir duarte
agosto 27, 2011 às 3:06 pm
Hoje os tempos são outros aumento ou greve estou junto até q a greve durar.
Responder sem pec.......sem copa 2014.....
agosto 27, 2011 às 3:31 pm
tem agora expointer eles vao estar todos la com aquelas caras como nada tivesse acontecido rindo…..como bons cabides de empregos seus seguranças bem serios ganhando cr$ 5489,00 para comprar seus paletos pretos, e sapatos brilhosos, a culpa e nossa que coloca estes cabides de emprego partidarios , eles nao estao se lixando para nosso salario ….como qualquer um sao manipulados ,como cmt, secrets,delegs, e mais facil deslocar aonde eles estao e começar indaga-los perguntar sobre a campanha politica que anunciaram….. todos policiais militares e familiares em todo estado em qualquer local que eles estiverem falem, gritem,coloque faixas,ameaças via impressa nao adianta, estamos num estado democratico…..nao tem mais uma imagem que nao e facil comandar homens livres e sim unidos por um ideal de lealdade num movimento reinvidicando salarios dignos e nao miserias oferecidas pelo governo…..
Responder ito loko
agosto 27, 2011 às 3:36 pm
nao adianta ameaçar com puniçao os ditadores estao caindo
Responder sem pec.......sem copa 2014.....
agosto 27, 2011 às 4:03 pm
VAO AMEAÇAR CONTATO COM ADV MEIRELLES ,,,, GOSTA DE CAUSAS CONTRA O GOVERNO,,,,,DANOS MORAIS,AMEAÇAS,CONTRANGIMENTO ILEGAL,INJURIA ,CALUNIA , SE CADA UM RECORTAR ESTA MATERIA ,NO JORNAL E OUTRAS ……ENTREM EM QUALQUER FORUM…..PORQUE AQUELES QUE ESTAO ENTREVISTADOS E INFORMAM QUE HAVERAM PUNIÇOES E SANÇOES ADMINISTRATIVAS JUDICIARIAS …E DINHEIRO ELES TEM CR$ 12,689,45 ,CR$ 11,895,78 E CR$ 10,598.67
SERA QUE ELES VAO PEDIR PARA O GOVERNO FEDERAL ESSE VALOR PARA PAGAR ESSA CAUSA DE CADA FUNCIONARIO PUBLICO .PENSEM BEM.
Responder kleiton
agosto 27, 2011 às 4:52 pm
Porque o governador não tenta viver dois meses com um salario de soldado da BM garanto a vcs que ele vai queimat até pneus de bicicleta por melhores salários, mas quem assistiu tropa de ellite 2 é isso que acontece nos governos eles são todos corruptos e se pagar mais para a policia sobra menos para eles e correm o risco da policia investigar eles porque não vão se preocupar em fazer bicos, pneus neles e greve geral já……..
Responder PM PORTO ALEGRE
agosto 27, 2011 às 5:49 pm
Creio que a postura do Governo e do Jornal Zero Hora é voltar a opinião pública contra os manifestantes. Neste sábado fomos tratados como criminosos (ler Zero Hora pgs. 3,4, e 10). Nenhuma lucidez com relação ao pior salario entre as polícias seno que o nosso Estado é um dos maiores em arrecadação. Do CMT Geral, não esperava outra coisa ao não ser tentar agradar ao governo mas sei que todos os oficiais estão com o movimento.Chega de enganação, queremos dignidade.
Responder ANTONIO VOLMIR DOS SANTOS
agosto 27, 2011 às 6:00 pm
Caros Colegas: Sou Soldado e ao ler essa reportagem e mais os comentários, me sinto profundamente enganado e até “furtado” em minhas esperanças, as quais depositei neste governo que aí está. Já atuei em várias operações contra movimentos sociais e o que vejo é queima de pneus ser considerado GRAVE. Que País é esse?? Ou melhor, que Estado é esse?? ACHO QUE CHEGOU A HORA DE OLHAREM PARA NÓS POLICIAIS COMO SERES HUMANOS, QUE PAGAM IMPOSTOS E VÊEM ESTES MESMOS IMPOSTOS SEREM “ROUBADOS” POR UMA CORRUPÇÃO QUE PARECE NÃO TER FIM. ACHO QUE O PODER JUDICIÁRIO E O LEGISLATIVO DEVERIAM INTERVIR E VER O QUE TODOS SABEMOS HÁ ANOS, TÁ DIFÍCIL FAZER CUMPRIR A LEI SE ESTA MESMA LEI NOS LEVA A PASSAR NECESSIDADES. PERDI MINHAS ÚLTIMAS ESPERANÇAS AO LER A REPORTAGEM, POIS AINDA ESTAVA DANDO UM PRAZO PARA ESTE GOVERNO, MAS PELO QUE VI, FUI “IDIOTA” EM PENSAR QUE ERA VISTO COMO UM TRABALHADOR PELOS “TRABALHADORES” QUE NOS GOVERNAM. SOLDADO PATRICK VOU SEGUIR TEU PROTESTO, VOU ME VESTIR DE BRANCO, SOLTAR POMBOS BRANCOS E REZAR PARA JESUS CRISTO, ASSIM VÃO NOS ENXERGAR COM CERTEZA E VER O QUÃO “TROUXAS” SOMOS. Desculpas, mas é um desabafo!!
Responder paulo ricardo da silva
agosto 27, 2011 às 6:01 pm
Eles estão com medo de nos aquartelarmos! Vamos enfrente operação padrão ja! Aquartelados,aquartelados,aquartelados!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Responder Responder Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Nome *
Email *
Cidade
Comentário



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog