TRANS. DO PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO PECUARIA EM 19/11/2009

TRANS.  DO  PROGRAMA ENTARDECER NA FRONTEIRA DIRETO  PECUARIA EM  19/11/2009
ALDO VARGAS

TRADIÇÃO E CULTURA

teixeirinha

Loading...

gildo

Loading...

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA AMADA.

SANTANA LIVRAMENTO MINHA TERRA  AMADA.

Pesquisar este blog

CAPITAL GAUCHA PORTO ALEGRE

CAPITAL GAUCHA  PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

ESTADIO BEIRA RIO PORTO ALEGRE

TROPEIRO VELHO

  • TROPEIRO VELHO

TRADIÇÃO E CULTURA

A VOCE CARO VISITANTE E UM PRAZER TER AQUI VISITANDO ESTE BLOG DESTE GAÚCHO, QUE NÃO TEM LADO PARA CHEGAR, GOSTO DE UMA AMIZADE E UM BOA CHARLA, TRATO TODOS COM RESPEITO PARA SER RESPEITADO MAS SE FOR PRECISO QUEBRO O CHAPEU NA TESTA PRA DEFENDER UM AMIGO AGARRO UM TIGRE A UNHA. AGRADEÇO A TODOS QUE DEIXAM SEU RECADO, POSTADO NESTE BLOG.

GALPÃO GAUCHO

GALPÃO  GAUCHO

A BANDEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, TE AMO MEU RIO GRANDE

A  BANDEIRA  DO  ESTADO  DO  RIO GRANDE  DO  SUL,  TE  AMO  MEU  RIO  GRANDE

quinta-feira, 7 de julho de 2011

PEC 300 NOSSA ESPERANÇA CONTINUA

PEC 300, NOSSA ESPERANÇA E LUTA CONTINUAM
Postado por abamfbm on julho 7, 2011 in Política, Todas notícias | 1 Comentario
No período de 04 a 06 de julho de 2011, a ABAMF e a ASSTBM estiveram representadas em Brasília pelo Presidente Leonel Lucas e o Vice-presidente Olivo Moura , respectivamente. No período participaram da reunião de instalação da Comissão Especial da PEC 300, presidida pelo Dep. Arnaldo Faria de Sá. A Comissão percorrerá os Estados buscando convencer os governadores a apoiarem a medida, bem como, a apresentarem alternativas que viabilizem a aprovação da matéria. Ainda, participaram de reuniões com o Presidente da Câmara dos Deputados Dep. Marco Maia. Na primeira oportunidade Leonel Lucas representou os cabos e soldados do Brasil e Olivo Moura os policiais militares do Rio Grande do Sul. A segunda reunião, além dos representantes gaúchos, contou com representações de São Paulo e da Paraíba, além do Dep. Arnaldo Faria de Sá. Em ambas oportunidades Marco Maia salientou que os governadores não querem a aprovação da PEC 300 pois alegam falta de recursos e o Governo Federal não pretende arcar com a despesa, assim, alternativas terão que ser construídas para viabilizar a votação da PEC 300 em segundo turno, caso contrário, a mesma não será votada, esta será a atribuição da Comissão Especial.

Arnaldo Faria de Sá: comissão trabalha para votar PEC 300 após recesso
O presidente da comissão especial destinada a debater novamente o piso salarial de policiais e bombeiros (PECs 300/08 e 446/09), deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), afirmou há pouco que o colegiado trabalha para votar a proposta em segundo turno no Plenário após o recesso de julho. “Infelizmente, algumas entidades que não têm o comprometimento total e dizem que temos de votar imediatamente. Votar já é votar nada”, declarou, na saída de uma reunião com o presidente da Câmara, Marco Maia.

Faria de Sá ressaltou que o atual embate para definir a data de votação é conseguir o apoio de todas as instituições que representam os policiais militares, civis e bombeiros. O parlamentar destacou ainda que é preciso ouvir os governadores para saber o impacto financeiro da proposta para cada um dos estados e, a partir daí, propor a criação de um fundo constitucional que garanta a sustentabilidade do piso salarial.

Também presente à reunião com Marco Maia, o presidente da Associação dos Cabos e Soldados das Polícias Militares e Bombeiros Militares do Brasil, Leonel Lucas, concordou com a proposta da comissão de fazer um estudo técnico para estabelecer a divisão de recursos do fundo. “Até agora, os governadores alegam que querem saber quem vai pagar essa conta. A votação das PECs não vai sair enquanto não houver uma definição. Então, esse estudo vai dizer quem vai pagar a conta”, disse.

Constitucionalidade
Faria de Sá ressaltou também que o desafio de provar a constitucionalidade da proposta de piso salarial para policiais e bombeiros já foi superado. “O Supremo Tribunal Federal (STF) em matéria análoga, o piso nacional da educação, já declarou sua constitucionalidade”, argumentou.


Subscribe to Comments RSS Feed in this post
Comentários
tiago
julho 7, 2011 às 2:41 pm
ok! a luta continua, agora é hora da ABAMF e ASSTBM, juntar e pressionar o nosso excelentíssimo governar Tarso Genro, não podemos descansar, ou vamos ficar apenas sonhando com a PEC 300, e deixar o governo do Estado tranquilo como se estivesse pagando o melhor salario do Brasil na tabela de baixo para cima, assim como o senhores pressionaram em Brasilia, e que estão de parabéns, esperamos que aconteça o mesmo aqui no RS. conte conosco porque quem recebe este salario sou eu também e não apenas os Senhores que nos representam, pressão total.
Responder Responder

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog